sexta-feira, 7 de setembro de 2018

Brasil Dead: O inimigo está em toda parte e quer sangue



Na data de ontem, 6 de setembro,  Jair Bolsonaro sofreu um atentado contra sua vida em Juiz de Fora, sendo esfaqueado por um militante de esquerda que estava no meio da multidão que o ovacionava. O atentado covarde perfurou seu fígado,  pulmão, alça do intestino, e atingindo ainda uma artéria. Perdeu muito sangue chegando ao hospital quase morto.

O homem que o esfaqueou, o militante de esquerda e ex-filiado ao Psol,  Adélio Bispo de Oliveira, foi preso pela multidão que ali estava. Em seu perfil no Facebook, o agressor publicou  diversos comentários agressivos contra o presidenciável,  e revela predileção ideológica pelo campo da esquerda. Em seu depoimento à polícia ele declarou que o atentado foi por motivos  pessoais, e até falou que cometeu o ataque “a mando de Deus”.

Fato é que se houve mandate dificilmente saberemos por que geralmente grupos extremistas, escolhem pessoas com perfis desequilibrados para realizarem suas ações covardes. Se pegos geralmente não revelam, por acharem que estão servindo a algum propósito superior em suas vidas miseráveis, e mesmo que falem ninguém acreditaria sendo facilmente desmentido. Assim como aconteceu aconteceu com outras figuras históricas como o presidente John F. Kennedy e o senador Robert F. Kennedy, onde os motivos de seus assassinos  não foram esclarecidas, assim como o agressor de Jair Bolsonaro , apenas disseram agirem por motivos pessoais. Grupos extremistas no extremo oriente também fazem uso de indivíduos desequilibrados, e facilmente manipulados para fazerem seus ataques suicidas, também achando que estão servindo seu deus.


                          Assassinato do Presidente  John F. Kennedy


Assassinado do assassino de Kenedy antes que pudesse falar seu motivo.

Assassinato do Deputado Robert Kenedy tendo sido um dos primeiros a combater a Máfia, e  apoio incondicionalmente  Israel durante a Guerra dos Seis Dias, em 1967. 

Senador Kennedy e seu assassino extremista  Sirhan Sirhan.



Seguidores de ideologia extremistas que perpetram a cultura de ódio, geralmente são pessoas com baixa autoestima, e com graves transtornos mentais. 

Professora defecando na foto do Deputado Jair Bolsonaro.


Jair Bolsonaro sempre sendo ofendido e ridicularizado pela mídia, e pela legião de seguidores da esquerda comunista  de todas as formas: misógino, homofóbico, fascista são geralmente as ofensas mais comuns  dentre várias outras outras.

Mulheres: ele confrontou a Deputada Federal  Maria do Rosário que defendeu o assassino e estuprador, conhecido como Roberto Aparecido Alves Cardoso, o Champinha. sendo que a mesmo o chamou de estuprador e fez menção de avançar em sua direção para agredi-lo, sendo contida. Hoje essa imagem é usada para enganar o grande público, querendo taxa-lo como violento contra as mulheres. Mesma técnica foi tentado pela candidata Marina que no programa de debate da Rede TV avançou o espaço do Candidato, e levantou a mão. Porém Bolsonaro criou o projeto de castração química contra estupradores, e defende o porte de arma para mulheres.


Candidata Marina avançando contra Bolsonaro tentando forçar uma situação de atrito.

Crianças: Em relação as crianças, ele sempre fala sobre elevar a qualidade de ensino nas escolas, e fala em combater material pornográfico desdestruindo nas escolas, bem como a ideologia de gênero. nesta quinta-feira (6), durante ato de campanha em Juiz de Fora, afirmou em depoimento à polícia que cometeu o ataque “a mando de Deus”. As informações constam no boletim de ocorrência.
 

Negros: ele sempre fala contra as cotas raciais, e sempre fala em transforma-las em cotas para baixa renda;
Violência: ele sempre fala que irá fortalecer as fronteiras para evitar o tráfico de armas e drogas, bem como combater o crime organizado, as 85 facções criminosas existentes em todo território nacional,  e dar o direito do cidadão de escolher se quer ou não possuir uma arma;
Empresas: Ele sempre fala sobre acabar com o ódio contra as empresas, que os comunistas transformam em vilões em seus discursos. e investir para geração de empregos, circulação monetária e crescimento econômico do país.

Conclusão

 
Esse atentado contra o candidato nos leva a pensar: E se ele vier a ganhar? Esses grupos de esquerda ligados a movimentos, e facções criminosas, com acesso inclusive a armamento pesado, irão levar mais violência as ruas? Podemos esperar ataques ainda mais violentos e coordenados do que os que aconteceram nos anos sessenta pelos grupos comunistas? Será que uma guerra civil paira no horizonte caso a direita vença as eleições? 

Uma coisa certa, o atentado a Jair Bolsonaro foi contra os valores tradicionais, e as famílias de bem que existem nesse país. Foi contra a nossa chance de ter uma chance de ter um representante que faça do Brasil um país realmente soberano digno de se comemorar o sete de setembro, com uma nação livre de violências e atentados covardes como esse perpetrado contra o candidato. Devemos pensar nessa tragédia como uma oportunidade para nos unirmos para lutarmos como cidadãos por um mundo que queremos para nós, e nossos filhos.

 Candidato Bolsonaro, defensor da família tradicional sendo batizado no rio Jordão.


Dúvidas? sugestões? Deixem nos comentários. Se gostaram deem um curtir e compartilhem. E não esqueçam de clicar em um dos anúncios para nos ajudar a continuarmos com nosso trabalho. Muito obrigado.

  

E não esqueça de  visitar nossa biblioteca sobrevivencialista virtual, clicando na imagem abaixo: 


http://centrodeestudomars.blogspot.com.br/p/biblioteca.html


Prof. Marcos Antônio Ribeiro dos Santos

  

Colaboração:

 Dr. David S. 

 

Conheça Também:

Conheça nosso Canal no Youtube:

Conheça nossa página no Facebook:

 

Trailer do Canal:

 

 

quarta-feira, 5 de setembro de 2018

Parafilia é Cultura? E Pedofilia é igual diabetes?



Recentemente a Globonews, do grupo Globo, fez uma matéria comparando diabéticos e usuários de drogas a pedófilos. Em várias  matérias publicadas anteriormente eu sempre destaco a pedofilia como um ato criminosos perpetrado por indivíduos predadores sexuais portadores de psicopatia. Porém existe um forte movimento de diversos grupos, organizações e a  mídia de transformar parafilias em opções sexuais. 

No novo DSM-5 (Manual de Diagnóstico e Estatística dos Transtornos Mentais) a pedofilia é desclassificada como um transtorno parafílico e  diferenciada entre a preferência sexual para crianças pré-púberes (ou seja, pedofilia) e a desordem em caso de fatores adicionais. Esses fatores incluem o sofrimento e comprometimento significativo por fantasias e impulsos, ou a atuação em nível comportamental, incluindo o consumo de pornografia infantil e/ou cometer delitos práticos", diz um trecho. Entenda a estratégia do ativismo pedófilo por trás dessa mentira teórica


O Museu Arte de Moderna de São Paulo com a peça ‘La Bête’, onde crianças tocam o corpo do homem nu.


Proteger a ovelha ou o lobo?



A Globo a um tempo atrás fez uma matéria sobre a pedofilia, a apresentando  como uma doença crônica, que não tem cura, onde é feito  comparação com a diabetes e o alcoolismo. Apesar de não haver qualquer estudo que prove que a pedofilia causada por fatores neurológicos, genéticos, ou circunstâncias comuns de qualquer natureza, a Globonews fez uma matéria, publicada no portal G1, onde tratou a pedofilia como uma doença. Em tom dramático, a manchete diz: 

"Pedófilo relata drama: 'Doença tem que ser tratada como se tratam as drogas'", colocando o potencial estuprador de crianças como alguém vivenciando um conflito digno de pena. Logo no início da matéria está escrito:

"A pedofilia é uma doença crônica, que não tem cura. Os médicos fazem uma comparação com a diabetes e o alcoolismo, que exigem cuidado redobrado e tratamento por muito tempo, ou talvez por toda a vida. Nesse sentido, a internet surgiu como um complicador, tanto para os pacientes quanto para os profissionais que fazem esse acompanhamento."

Essa matéria reflete a movimentação de grupos  ativistas a favor da pedofilia, militantes da ideologia de gênero e outras vertentes majoritariamente de "esquerda" que pregam o relativismo moral e a completa dissociação entre sexo biológico, e identidade de gênero, defendem a "autonomia sexual da criança".

E esse movimento cada vez maior ao redor do mundo, conseguiu recentemente até alterar  o posicionamento da  Associação Psiquiátrica Americana, sendo que no  novo DSM-5 (Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais) a pedofilia não seria  um crime mas uma compulsão sexual, a qual o portador não teria controle. A pedofilia é tratada como uma "doença" tanto pelo Manual de Diagnóstico e Estatística dos Transtornos Mentais (DSM), como pela Classificação Estatística Internacional de Doenças e Problemas Relacionados (CID). O que poucos percebem, no entanto, é que tais classificações não representam qualquer consenso, muito menos uma verdade absoluta sobre o tema na comunidade científica.  Segundo esse entendimento o pedófilo não comete abuso sexual e não se sente angustiado por não poder realizar seu desejo, por exemplo, através de pornografia infantil, ele - não é considerado doente -, mas sim alguém que possui apenas uma - "preferência sexual para crianças". Desse modo, os autores diferenciam o "abusador" do "pedófilo", numa clara intenção de tratar como "doente" o abusador e não o pedófilo, de fato.

E ainda considera caso o pedófilo consiga evitar entrar em contato com crianças, nem doença deveria ser considerado,  apenas uma   a preferência sexual por crianças pré-púberes.  Vamos ver a descrição do próprio manual:



Transtorno Pedofílico




  A.  Por um período de pelo menos seis meses, fantasias sexualmente excitantes, impulsos sexuais ou comportamentos intensos e recorrentes envolvendo atividade sexual com criança ou crianças pré-púberes (em geral, 13 anos ou menos);


  B.  O indivíduo coloca em prática esses impulsos sexuais, ou os impulsos ou as fantasias sexuais causam sofrimento intenso ou dificuldades interpessoais;


  C.  O indivíduo tem, no mínimo, 16 anos de idade e é pelo menos cinco anos mais velho que a criança ou as crianças do Critério A




Essa descrição acima não apenas tenta desculpar o comportamento criminoso como transtorno mental, mas também categoriza alguns casos de pedofilia, como uma "orientação sexual".  


A APA define o distúrbio pedófilo como tendo “fantasias sexualmente excitantes recorrentes e intensas. Necessidades sexuais ou comportamentos que envolvam atividade sexual com uma criança ou crianças pré-púberes (geralmente com 13 anos de idade ou menos) por pelo menos seis meses e o indivíduo agiu sobre esses impulsos sexuais ou os impulsos ou fantasias sexuais causam sofrimento acentuado ou mas essas pessoas "relatam uma ausência de sentimentos de culpa, vergonha ou ansiedade em relação a esses impulsos e não são funcionalmente limitadas por seus impulsos parafílicos. Então esses indivíduos têm uma orientação sexual pedófila, mas não um distúrbio pedófilo". de acordo com o DSM5 da APA. 



Mas o que a pedofilia realmente é? 


Não há duvida que o pedófilo seja portador de transtorno de personalidade, assim como qualquer estuprador, assim como pais que violentam sexualmente seus filhos (incesto), ou zoofilos (que violam sexualmente animais), e até mesmo assassinos em séries. O transtorno de personalidade não é uma doença, mas sim um traço de personalidade predatória. Aqui estamos falando do pior tipo de ser humano, os psicopatas, indivíduos sem qualquer empatia e com a natureza bastante cruel e violenta, e que tem consciência do sofrimento que suas ações acarretam a outras pessoas. O fato de uma pessoa ter uma determinada compulsão seja violenta ou não,  não prejudica o seu julgamento moral, ela é plenamente ciente de suas ações, porém ele segue seu próprio código de amoralidade. não podemos esquecer que o psicopata geralmente ter um nível intelectual até mesmo superior do que um cidadão médio. Tendo capacidade de planejar, ocupando até cargos importantes, e sendo vizinhos amáveis, e aparentando serem bons pais de família.


Um exemplo é o  serial killer e pedófilo John Wayne Gacy, "Palhaço Assassino", acusado de matar pelo menos 33 garotos, condenado a 21 prisões perpétuas, e 12 penas de morte. Empresário bem sucedido, importante membro da câmara de comércio da cidade, se

filiou ao Partido Democrata. Um vizinho e pai de família exemplar em sua comunidade. Vestido de palhaço Pogo, ele imobilizava, e torturava suas vitimas,  enquanto lia a Bíblia.



                   John Wayne Gacy junto da primeira-dama Rosalynn Carter.

Mesmo preso, aguardando a sua sentença de morte ser executada, ele pintava quadros do seu personagem o palhaço Pogo:







John Wayne Gacy e abaixo sua vítimas
Acima podemos ver a imagem do serial killer Gacy, o palhaço assassino e suas respectivas vitimas. Seria justo para os parentes das vitimas, assim como para a sociedade se crimes assim fossem tratados simplesmente como transtornos, ou impulsos sexuais violentos?  
Fato é que a pedofilia é um ato imoral e cruel contra crianças configurado pelo assédio, e abuso sexual psicológico, e físico que a vítima carregará por toda a vida. 
Afinal, qual crueldade pior do que aquela perpetrada contra um inocente indefeso como crianças, e animais? Mas parece que a mídia, e muitos artistas tem um ponto de vista diferente. Veja abaixo peças e exposições onde as parafilias são incentivadas como cultura.





Acima Queer Art ou Homo Art cada vez mais disseminada pela mídia e grupos artísticos nada mais são do que forma de transformar perversões parafílicas em cultura, para incutir a cultura de gênero em crianças.



A intenção desse ativismo é preparar o terreno para o momento em que a pedofilia começar a deixar de ser vista como uma "doença", para ser encarada como uma "orientação sexual". O ativismo pedófilo iniciado nos anos noventa pretende seguir o mesmo caminho que seguiu o ativismo LGBT, primeiramente lutar pela aceitação, e depois a imposição de suas ideias distorcidas como um ato normal.
A ideia de "preferência sexual" ou "orientação sexual" é uma  invenção clínica para classificar um tipo de  crime que é de ordem moral. Ora a democracia é formado pelo interesse da maioria, seja pela escolha de representares. e não o contrário o interesse de uma minoria acima da maioria. Se o indivíduo comete o abuso sexual, psicológico ou sexual, a pedofilia deve ser tratada como crime e o pedófilo criminoso preso em cadeia comum. O motivo dos lobos não nos interessa, ele deve ser retirado do meio do rebanho. A intenção deles é serem convidados para o meio do rebanho, e depois se impor sobre ele e se banquetear dele.


Clique na imagem abaixo, e baixe o Manual de diagnóstico DSM-5:


https://docs.google.com/viewer?a=v&pid=sites&srcid=ZGVmYXVsdGRvbWFpbnxjZW50cm9kZWVzdHVkb21hcnM0fGd4Ojc2MTI1NWIxNzM1NWQxYw




Conclusão

 
Hoje vemos o perigo da normalização da pedofilia em nossa cultura, escolas, e vemos principais organizações, até as de saúde querendo legitimar tal ato hediondo, como opção sexual. A grande verdade é que a desconstrução humana,  e destruição da família tradicional são os verdadeiros objetivos de movimentos socialistas pelo mundo.

Compulsões sexuais criminosas que ferem inocentes, pouco nos interessa o que motiva o autor dessas barbáries. Pois isso apenas o diagnostica como um predador e nada mais.  Não podemos deixar atitudes criminosas como estupro, pedofilia, zoofilia, e outras parafilias serem normalizadas. Devemos proteger os inocentes, os indefesos, e não buscar entender as motivações dos lobos. A sua psicopatia é apenas um traço de sua personalidade predatória, isso não o desqualifica para responder pelos seus atos. pois uma vez que ele tem entendimento ao mundo ao seu redor e é capaz de planejar suas ações e entender as consequências, ele deve sem sombra de duvida ser punido por suas ações, que são frutos sua escolhas . Devemos lutar contra a hipocrisia de grupos que querem legitimar ações criminosas como fruto de doença ou pobreza. Só assim salvaremos nossas famílias, e consequentemente o futuro de nossa sociedade.


Dúvidas? sugestões? Deixem nos comentários. Se gostaram deem um curtir e compartilhem. E não esqueçam de clicar em um dos anúncios para nos ajudar a continuarmos com nosso trabalho. Muito obrigado.

  

E não esqueça de  visitar nossa biblioteca sobrevivencialista virtual, clicando na imagem abaixo: 


http://centrodeestudomars.blogspot.com.br/p/biblioteca.html


Prof. Marcos Antônio Ribeiro dos Santos

  

Colaboração:

 Dr. David S. 

 

Conheça Também:

Conheça nosso Canal no Youtube:

Conheça nossa página no Facebook:

 

Trailer do Canal:

 

 


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...