terça-feira, 16 de abril de 2019

Combate extremo: Tiros múltiplos, como funciona? - Parte 1



Hoje vamos dar início ao estudo de técnicas diversas de tiros par combate urbano, porém o objetivo da matéria é conhecimento sobre a técnica e como é praticada. Para o desenvolvimento real da sua autodefesa  nada substitui a aula prática com monitores devidamente qualificados e com experiência em segurança, afinal tanto combate corpo a corpo, lâmina e arma de fogo precisamos de treinamento constante para criarmos memória neuromuscular.


Observação importante: As informações presentes nesta matéria são para o público maior de 18 anos, para fins de conhecimento didático, e treinamento combativo baseado na legítima defesa e estrito comprimento legal que estão em nossa constituição e Código Penal. O uso indevido dessas informações, bem como suas consequências é de responsabilidade única e exclusivamente de quem praticar e desobedecer a lei. Então use o cérebro.



Depois de ler a mensagem acima podem iniciar a leitura do artigo abaixo:








Chuva de balas



Em cenários de confronto urbano para que possamos incapacitar nosso agressor  neutralizando a ameaça em distancias curtas de até cinco metros rapidamente devemos efetuar no mínimo dois disparos (double taps) por vez.



Double Tap:


O termo "double tap" é usado agora para descrever a técnica mais de disparar duas vezes com rapidez e precisão para desabilitar um oponente. A origem da técnica é creditada aos  chefes de polícia britânicos William Ewart Fairbairn e Eric A. Sykes, chefes de polícia ambos que trabalharam em Xangai durante a década de 1930. Desenvolveram a técnica a fim de superar as limitações da munição. A munição FMJ (full metal jacket)  pode não causar dano suficiente, exigindo mais disparos e melhor precisão nos tiros. A tática ainda é usada hoje por atiradores no geral, equipes táticas policiais,  militares, unidades de combate contra terroristas e outras equipes das forças de operações especiais

William Ewart Fairbairn e Eric A. Sykes

A finalidade destes dois disparos rápido é o choque de cavidades, ou seja quando a passagem do projétil pelo corpo ele provoca uma cavidade temporária e outra permanente. A cavidade temporária é gerada pela onda de choque provocada pela passagem pelo projétil  e a cavidade permanente é o buraco que o projeto provocou dentro do corpo.


Para que haja choque de cavidades deve ter no mínimo de quatro dedos e no máximo um palmo. Disparos muito próximos não geram o choque de cavidades,  pois o segundo projétil  passará pela cavidade temporária  gerada pelo primeiro, já disparos muito distantes  não provocaram o choque de cavidades. Em alvos muito próximos em até três metros, o disparo double tap pode ser feito sem visada, e devem ser efetuados rápidos.

Em distância acima de três até cinco metros é efetuado  com tiro visado, são dois tiros rápidos visados.

Em distâncias acima de cinco metros não é realizado do double tap são efetuados disparos distintos. Dependendo no nível técnico do atirador a velocidade dos tiros varia conforme  a distancia aumenta.

Moçambique Drill

 

A técnica Moçambique Drill foi desenvolvida pelo Coronel Jeff Cooper depois de conversar com o conhecido e ex-aluno, Mike Rousseau. Rousseau era um mercenário que lutava na Guerra da Independência de Moçambique quando foi pego de surpresa em um confronto em um aeroporto armado apenas com uma pistola. Quando chegou a um abrigo, viu um guerrilheiro inimigo armado com uma AK-47. Rousseau rapidamente disparou duas vezes no peito dele. Rapidamente percebendo que não tinha feito nada, ele tentou um tiro na cabeça e foi bem sucedido em impedir o agressor de avançar.

 Coronel Jeff Cooper

Depois de ouvir essa história, Cooper desenvolveu a tecnica, que ele chamou de técnica de  triplo tap, o que conhecemos hoje como o Moçambique Drill. Dois disparos na área do peito e um terceiro na área entre as sobrancelhas e o lábio superior, uma área do crânio onde o osso é mais fino.




Esta técnica é utilizada até hoje por diversos motivos , entre eles:



a) Compleição física grande;

b) Uso de colete a prova de balas;

c) Uso de drogas; 

d) Outro motivo para os dois disparos no tórax é que estes disparos são utilizados como cobertura para um disparo preciso na região da cabeça que afeta o cérebro e o sistema nervoso central, desligando as funções imediatamente.

Balas disparadas contra a área do peito de um criminoso geralmente interrompem o ataque interrompendo o fluxo de sangue para o cérebro. No entanto, em alguns casos, criminosos mesmo baleados no coração permaneceram funcionais por vários minutos representando uma ameaça mortal para aqueles que os cercam.  


Observação: A ferramenta semáforo da violência referente a níveis de alerta foi desenvolvida também pelo Coronel Cooper e outro  estudioso Gabe Suarez , a fim de esclarecer qual intensidade de atenção em cada situação específica merece.
 

 


Atenção: o objetivo desse texto é conhecimentos das técnicas existentes de tiro defensivo/ofensivo porém nada substitui a prática, orientação de um bom profissional em um local controlado e adaptado para a instrução.

  

Obras indicadas:
 

 

Conclusão:

 
Em um combate real onde não há tempo para erros e devemos eliminar a ameaça o mais rápido possível para a melhor chance de sobrevivermos e a nossa família usamos a tecnica de tiros múltiplos. Hoje conhecemos inicialmente a tecnica Double tap e Moçambique Drill. Não esqueçam de procurar cursos credenciados com professores com bons currículos e experiência na área de segurança.

Autodefesa é o verdadeiro seguro de vida, então continue seus treinos e aprendizados de novas técnicas. Semper fie.



Dúvidas? sugestões? Deixem nos comentários. Se gostaram deem um curtir e compartilhem. E não esqueçam de clicar em um dos anúncios para nos ajudar a continuarmos com nosso trabalho. Muito obrigado.





E não esqueça de  visitar nossa biblioteca sobrevivencialista virtual, clicando na imagem abaixo: 



http://centrodeestudomars.blogspot.com.br/p/biblioteca.html



Prof. Marcos Antônio Ribeiro dos Santos

  

Colaboração:

 Dr. David S. 

 

Conheça Também:

Conheça nosso Canal no Youtube:

Conheça nossa página no Facebook:

 

Trailer do Canal:

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...