sábado, 26 de agosto de 2017

Predadores Mirins: Sementes do mal






Para maioria das pessoas é difícil associar crianças com imagens de assassinos, sádicos e psicopatas, mas a realidade é bem diferente. Como veremos a psicopatia é um transtorno que pode ser tanto hereditário quanto ambiental, e que cada vez mas nesse mundo em que vivemos, onde existe um declínio na formação familiar, mais e mais jovens estão desenvolvendo personalidades predadoras. Como é demonstrado nos milhares de homicídios registrados por ano no país, grande parte são cometidos por adolescentes e crianças. Mas como funciona esse trajeto de um ser aparentemente inocente para um uma personalidade perversa e cruel?





Como se desenvolve a psicopatia em uma criança?






Cayetano Santos, aos dez anos começou a sua jornada como Serial killer matando inúmeras crianças, chegando a prender uma delas na parede com prego na têmpora.




 
Nas crianças, pelo fato de seus cérebros ainda estarem em formação, é muito difícil de detectar a linha que separa a travessura da maldade. Tal como acontece com os testes, a maioria dos estudos para aprender mais sobre psicopatas têm se centrado na população adulta. Mas para entender as causas desta psicopatologia, é necessário voltarmos a atenção para as crianças, porque essa idade é fundamental para o desenvolvimento do transtorno. 

Ninguém duvida que as origens da psicopatia se encontram na infância e adolescência, já que a personalidade se forma por volta dos nove anos de idade, visto que a história dos principais seriais killers eram vitimas de abuso infantil. O transtorno de personalidade está intimamente relacionado com a presença do comportamento antissocial e perturbação de conduta, uma vez que o portador não tem empatia para com as pessoas ou animais a sua volta. Um exemplo, que pode ser citado é o caso de a quinze anos atrás na Argentina, uma menina de oito anos,  raspou o recheio da bolacha e misturou com veneno de rato e levou para a escola e deu de presente para a professora. A professora passou mal e foi socorrida, depois de descobrirem a causa que levou a professora a quase morrer foi a bolacha, a menina foi questionada por que havia feito aquilo, ela explicou tranquilamente que  se a professora morresse, no dia seguinte  ela não precisaria ir a escola. 

Como podem ver no exemplo acima, os psicopatas eles agem pela  lógica e por não emoção. Eles não se vem as coisas como morais ou imorais, já que esses conceitos axiológicos são inexistentes para eles. Eles são amorais, uma vez que não seguem padrões sociais,   O indivíduo portador dessa disfunção emocional, como a neurociência nos mostra, tem uma resposta anormal no córtex pré-frontal ventromedial. O psicólogo forense  Alex Grandio explica:

 “Os psicopatas não desenvolveram uma consciência nem comportamentos de respeito pelas leis ou regras que impedem que as pessoas cometam atos anti-sociais“. 

Isso é muito importante para entendê-los, já que as disfunções apresentadas por crianças e adultos com características psicóticas dificultam a socialização destes indivíduos.
 









Características de uma criança com Transtorno de Conduta





Carl Newton Mahan (6 anos) é considerado um dos assassinos mais jovens da história, matou seu amigo de oito anos com a arma do pai.


  

Características deTranstorno de Conduta:





Hábito de mentir; incapacidade de tolerar a frustração;


Hábito de maltratar de maneira cruel outras crianças, irmãos e animais domésticos;


Ausência de culpa ou remorso, conduta desafiadora às figuras de autoridade, como professores e pais;


Preocupação excessiva com os próprios interesses, tendência a culpar outras pessoas pelos seus erros;


Violação constante às regras sociais, mata aula frequentemente;


•Passa a noite fora várias vezes contra a ordem dos pais;


•Foge da casa dos pais pelo menos duas vezes, •Inicia lutas corporais;


•Usa armas como pau, pedra, caco de vidro, faca e revólver;


•Rouba ou assalta, confrontando diretamente a vítima,  força alguém à atividade sexual;


•Inicia um incêndio com a intenção clara de provocar sérios danos;


•Destrói a propriedade alheia deliberadamente, •arromba ou invade casas ou o carros.







O que os pais devem fazer?







     Aos 11 anos, Mary Bell matou por estrangulamento dois meninos entre 3 e 4 anos.




É importante ressaltar que as características de um psicopata, acima citadas, são muito genéricas e apenas um diagnóstico médico feito por especialistas pode dizer com exatidão se a criança possui ou não um distúrbio de conduta. Os pais também precisam ficar atentos com a frequência e intensidade que esses comportamentos se manifestam. Estima-se que 1% e 2% da população mundial sofrem de psicopatia.

Segundo a Sra. Irvine, a maioria das crianças que possuem traços psicopáticos sofreram algum tipo de abuso, provavelmente nos primeiros seis meses de sua vida.


"Em termos de como um cérebro se desenvolve, se eles foram abusados, o sistema emocional começa a desligar enquanto o resto do cérebro está se desenvolvendo. O cérebro acaba por ser incrivelmente impactado devido a experiências com abuso, negligência ou falta de empatia ".


Segundo uma pesquisa da Asso­cia­ção Brasileira de Psiquiatria (ABP), cerca de 3,4% das crianças apresentam problemas de conduta como mentir, brigar, furtar e desrespeitar. A crueldade com animais é outra das características em crianças e adolescentes a que os médicos mais chamam a atenção para diagnosticar o transtorno de conduta. Se for recorrente e estiver aliado a mentiras frequentes, furtos e agressões, por exemplo, esse comportamento pode ser bem preocupante.


 Pais devem observar de perto as crianças com comportamento problemático e consistentemente agressivo.
A falta de afetividade na infância é um dos indicativos mais preocupantes. As crianças tendem a ser naturalmente encantadas com seus pais. Já para quem tem transtorno de conduta isso não vem de forma tão natural. Na verdade, o afeto gratuito – ou seja, sem que a criança ganhe algo em troca, como um brinquedo ou um doce – é praticamente inexistente.

A médica psiquiatra e autora de “Mentes Perigosas: o psicopata mora ao lado” da Editora Objetiva, Ana Beatriz Barbosa Silva faz o seguinte argumentação:

 “Se juntarmos repetição de um comportamento agressivo ou maldoso sem motivo aparente; generalizado, ou seja, a criança não é agressiva apenas na escola ou em casa; ausência de arrependimento e culpa; falta de afetividade; dificuldade de lidar com frustrações e total falta de empatia com o sofrimento alheio, temos fortes indicativos de que tem algo errado com a criança”.




E no Brasil?





Roberto Aparecido Alves Cardoso, "Champinha"  matou e torturou um casal em 2003, e antes de matar a moça estuprou-a durante dias seguidos.

Roberto Aparecido Alves Cardoso, o Champinha, condenado pela morte de um casal em 2003... - Veja mais em https://noticias.uol.com.br/cotidiano/ultimas-noticias/2013/12/10/stj-decide-manter-champinha-internado-em-unidade-de-saude.htm#fotoNav=20?cmpid=copiaecola
Roberto Aparecido Alves Cardoso, o Champinha, condenado pela morte de um casal em 2003... - Veja mais em https://noticias.uol.com.br/cotidiano/ultimas-noticias/2013/12/10/stj-decide-manter-champinha-internado-em-unidade-de-saude.htm#fotoNav=20?cmpid=copiaecola



No Brasil assim como em todo o mundo existem vários relatos de crianças cruéis que realizaram atos inomináveis. Porém há um fator muito particular, como vimos acima a psicopatia tem como um dos principais fatores o ambiente em que desenvolve a seu perfil. Desde os tempos antigos na humanidades civilizações contavam as  histórias de heróis que protegiam sua nação, de monstros e exércitos invasores, como as histórias de Hércules, Gilgamesh, Siegfried  Davi entre outros, era uma forma de ensinar empatia social, amizade, lealdade para o individuo desde crianças.


Porém, Hebert Marcuse, filósofo e sociólogo alemão da Escola Frankfurt desenvolveu uma forma de controle social, onde o individuo deveria se tornar instintivo, buscando o prazer constante, com isso seriam facilmente controláveis, uma vez que estariam voltados a se saciar com drogas, bebidas, sexo, não se preocupariam com politica. Hoje aqui no Brasil, a cultura marginal, é nada mais do que uma forma de tornar o individuo desde a sua infância em um ser hedonista.







Com isso, o individuo cresce em um ambiente que o incita a ter sua roupas originais, tênis, celulares caros, e correntes e joias, sem falar em motos e carros de grande valor. Com isso já sem qualquer empatia eles como dito acima agem da forma mais lógica possível, tirando de outras pessoas, são recrutados por grupos criminosos se transformando em soldados,m cada vez mais  se afundando em uma cultura de consumismo, e apologia ao crime para manter sua estilo de vida.








  
E uma vez desenvolvendo essa personalidade predatória e consumista, as pessoas se tornam apenas obstáculos.



                           Professora espancada por aluno de 15 anos





Conclusão






Como vimos antes a psicopatia se desenvolve na criança desce pequena de forma biológica ou em seu social e uma vez estabelecida é irreversível, transformando eles em predadores ainda mais perigosos do que os adultos, devido a sua vantagem de não responder a crimes, ele é inimputável. Um adolescente hoje que comete um homicídio ou estupro, é apreendido durante oito meses. 

Além isso mais a questão que a cada crime cruel mais aumenta a sua reputação no meio criminoso. Somando isso os cuidados ao ser abordado por um menor infrator em nosso país, onde o porte de arma é proibido, o cuidado para ele não achar que você vai reagir e matá-lo deve ser redobrado. Espero que o artigo tenha sido útil aos irmãos sobrevivencialistas.  Dúvidas, sugestões, deixem nos comentários. Se gostaram da um curtir e compartilhem.  



                                                                                         Marcos A. R. Santos 









Visite:



Twiter: https://twitter.com/MarsSurviver





 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...