sábado, 7 de outubro de 2017

Desconstruindo Crianças: Realidade X Politicamente Correto



O "politicamente correto"  é  a aplicação dogmática da doutrina Stalinista, uma forma de manipulação do povo de determinada nação dividindo eles em grupos menores. Com investimento em ONGs e Associações para que essas contribuam com essa arregimentação de seguimentos menores, seja racial, religioso, opção sexual, cultura marginal e dando a esses pequenos grupos, benefícios. Eles ficam agradecidos aos seus generosos governistas. Napoleão já dizia: dividir para conquistar. E essa doutrina de ódio são implantadas desde a formação educacional do individuo, como hoje esta ocorrendo com nossas crianças.

O filósofo Dominique Lecourt, disse certa vez que o politicamente correto é "uma retórica da dissuasão", "um meio de intimidação que sugere que haveria um pensamento único, um caminho certo em relação ao qual todos devemos ser julgados. "Tornou-se através das chamadas leis antirracistas ou memoriais" um instrumento de conquista do poder "usado por " minorias ativas bem organizadas que espalham seu conformismo puro.







Politicamente Correto, como ele funciona?





O ditador russo Stalin, no tempo do comunismo soviético, queria certa vez mostrar uma coisa a seus companheiros. Então, ele pediu que lhe trouxessem uma galinha, e depois colocou-a no colo e começou a tirar-lhe as penas sem dó, a galinha gritava, sangrava, e ele foi até o final.

 A ave depenada e cambaleante foi colocada no chão, daí ele pegou pouco de quirera e milho e foi andando na sala e a galinha mais que depressa foi atrás dele toda contente esquecendo que a pouco tempo atrás havia sido humilhada, depenada e usada. Pois bem , disse Stalin, a galinha representa o povo, e quando não se pensa, não se tem memória, o que faz um povo? Idolatra quem lhe dá migalhas, e com isso dá-se a ilusão que está se cuidando de seu povo, mas não... 




O politicamente correto nada mais é que uma forma de controle, criado a partir de planejamento com fundo psico filosófico, onde o cidadão ao invés de procurar se unir para ver seus direitos respeitados, ele adere a um grupo menor recebe um beneficio menor, e se vira contra os demais membros da sociedade, protegendo o partido que está favorecendo suas falsas necessidades. 

Assim deixam de lutar para ter investimento de empresas, geração de emprego, educação melhor para poder entrar em uma faculdade, um tratamento de saúde adequado, e fica feliz por ganhar cesta básica, uma mesada mensal sem precisar trabalhar, criação de ONGs e associações onde vai poder passar o dia cantando, dançando, fazendo teatro, e andando de skate, e não há repetência nas escolas, cota racial para faculdades. é essa a forma  que a facções partidárias fazem com o povo, usam as técnicas ideológicas de Marcuse, Gramish entre outros doutrinadores da escolas de Frankfurt dão a falsa ilusão ao grupos que estão sendo cuidados pelo seu líder. 





O alvo principal: as crianças




Qualquer forma de controle deve ter base ideológicas fortes e formar o cidadão desde a sua tenra idade, e nada melhor do que usar a desconstrução educacional, cultural, moral e religiosa para depois formar uma nova ideologia liberal, onde o hedonismo possa ser pregado em toda sua intensidade até que a razão seja totalmente trocada pela sensação tátil. O filosofo alemão Friedrich Nietzsche já alertava do enfraquecimento do homem guerreiro e independente, sendo tirado o seu poder e sendo institucionalizado por burocratas, corruptos e hedonistas. 


A desconstrução do mundo infantil é muito importante para o enfraquecimento do futuro cidadão, não sendo um lutador, apenas uma pessoa fechada em um grupo sem uma formação critica apenas o consumismo de uma cultura consumista.

Os desenhos animados que antes mostravam a dualidade humana o bem e o mal, e colocavam de maneira contextualizada o mundo a violência apresentando a luta do criminoso e o herói, hoje são considerados politicamente incorretos, por mostraram brigas, perseguições. Como se tivessem que colocar as crianças em uma bolha, mas não se preocupam em lutar contra a violência real uma vez que o nosso código penal é de 1941 e por ano morrem 60.000 pessoas vitimas de homicídio, tudo isso em um quadro de 83 facções criminosas espalhadas por todos estados brasileiros.


Marcuse, Gramish entre outros doutrinadores da escolas de Frankfurt dão a falsa ilusão ao grupos que estão sendo cuidados pelo seu líder. 




Para se ter uma ideia da alienação desses grupos hoje o desenho animado americano do Tom e Jerry das décadas de 1940 e 1950 apresentado pela Amazon e o iTunes é considerado um desenho ofensivo contra a comunidade negra, sendo colocado como introdução dos desenhos a atriz negra Whoopi Goldberg para explicar que esses desenhos ainda são exibidos para mostrar uma coisa errada que era feita naquela época e mesmo hoje a obra continua a perpetuar esse racismo contra os negros.











Segundo o politicamente correto, cenas como essas, desses desenhos animados acima, serem produzidas nos dias de hoje são consideras um atentado contra a crianças  expondo elas a violência gratuita, porém não há problema e é altamente cultural se elas puderem assistir essas obras abaixo:

                                Peça teatral sobre o cu



                    Peça teatral tomar no cu

                                             Peça Teatral o nu e as velas no cu


                Peça teatral "transfiguração, criando um santo"

                    Arte Queer museu da arte moderna


Cena passada repetidas vezes de um homem ejaculando no rosto de outro na exposição do Santander representando a "lágrima gay", também apresentado para crianças.


Exposição com zoofília e sodomia aberto a crianças e adolescentes




Todos esses projetos acima são financiados via verba federal pelo projeto rouanet, por valores exorbitantes, chegando dependendo do projeto a mais de R$ 800.000. Todos que estão se opondo a esse tipo de cultura desconstrutivista é chamado de homofóbico, ignorante, fascista e racista.


Histórias em quadrinhos de heróis, também são considerados uma obra menor que ensina violência e fascismo e vão contra o politicamente correto, pois o herói resolve o problemas espancando e prendendo o excluído social que não teve oportunidades e se voltou ao crime para alimentar a família ou o seu vicio de drogas de qual também é vitima, devido o seu status social.




Mas na verdade, os heróis são  os mitos modernos que ensinam moral ética e contextualizam  a eterna luta do bem contra o mal e que a cada escolha tem uma consequências. Mas os grupos do politicamente correto tem outro tipo de obras para as crianças, que eles consideram mais adequadas como podem ver abaixo:

Bebezinhos se masturbando nos livrinhos do kit gay



Livro onde em um dos contos o rei quer casar com sua filha a força, e fica furioso e a castiga por ela não querer, como ele diz na história: Ser a sua "amada".



Pedofilia, travestismos e outras parafilias estão sendo doutrinadas nas escolas para crianças como forma de subverter psicologicamente a sua identidade sexual, transformando em indivíduos fragilizados portadores de diversos transtornos.

Desenhos de super heróis assim como os quadrinhos são considerados maquineistas e tendenciosos e também não são politicamente corretos.




Sendo que na verdade esses desenhos contextualizam o significado de violência, crime e punição para quem agride o próximo, mas como sempre o politicamente correto tem uma programação que eles consideram melhor para indicar, como estas abaixo:

Por outro lado:






E ainda de acordo com os grupos defensores do politicamente correto, games e brincadeiras envolvendo armas de plástico como policia e ladrão, e guerra são erradas e despertam a violência nas crianças.







Porém, além de melhor a capacidade cognitiva da criança, uma vez que ela joga como personagem do bem, como o policial e o soldado que luta contra os nazistas por exemplo, ele está desenvolvendo o seu sentido moral de ajudar a sociedade e sua familia contra as forças do mal. 

Lógico que ao adquirir uma idade mais madura saberá separar fantasia e realidade, mas a mensagem da luta do bem e do mal de forma cotextualizada na brincadeira foi aprendida. Mas os mesmo grupos contra a violência, fazem ONGs e Associações para divulgar a cultura marginal, com verba federal para lançamentos de musicas que fazem apologia ao crime, ou leis que visam e proteger e garantir a impunidade de quem cometa crimes, com penas cada vez mais ineficazes, deixando o país em um estado de guerra, que eles não tem a minima intenção de ajudar a acabar, ou ajudar as sua vitimas:




















 
 Pequenos Grupos grandes repressores


O politicamente correto divide a população em grupos raciais diferentes, grupos religiosos diferentes, sexos diferentes.

A ONU chegou a colocar a personagem dos quadrinhos as mulher maravilha para ser simbolo da mulher, como força feminina que luta de igual para igual pela justiça nos dia a dia. Ativista feministas conseguiram milhares de assinaturas para que isso fosse anulado, já que a personagem seria um mal exemplo, pois ela representaria tudo contra as mulheres, beleza excessiva , e exibicionismo do corpo, sendo apenas um simbolo machista da mulher como objeto. A ONU com medo voltou atrás e pediu desculpas. As atrizes para Lynda carter e Gal Gadot ficaram decepcionadas, pois elas queriam que as meninas também pudessem se inspirar na heroína. 









Abaixo listo alguns grupos que defendem a segregação social  pelo bem  politicamente correto:



 Religião
 



Um terrorista do Estado Islâmico matou  doze pessoas fazendo uso de um caminhão para atropelá-las. A manchete da Folha de São Paulo foi: “Caminhão atinge mercado de Natal em Berlim e mata pelo menos doze pessoas“. Quem lê a manchete tem a impressão de que um caminhão desgovernado matou acidentalmente 12 pessoas. Isso ocorre pois o politicamente correto impede que se de destaque ao fato de que mais um ataque terrorista foi levado a cabo por um seguidor do islã.





Grupo étnico 




Cotas raciais é ineficiente ou injusta, assim como legislação própria como a de injuria racial. Assim como argumentos que  a taxa de homicídios específica de determinado grupo social não representa, por si só, indícios de perseguição àquele grupo. 






Sexismo



 

Grupos feministas exigem leis exclusivas para combater a violência contra a mulher, como  a lei do “Feminicídio”, que torna a pena mais grave para quem matar a mulher. A taxa de homicídios entre mulheres é de 4 a cada 100 mil habitantes, para os homens esse taxa é de 50, ou seja 12 vezes maior . O real problema é a violência absurda que assola o Brasil, sendo 60.000 homicidios onde são vitimas  homens e mulheres.

Criminosos

Para os defensores do politicamente correto prender bandidos não resolve o problema, para eles o problema é estrutural, os criminosos seriam fruto de um sistema falho, sendo assim exigem leis cada vez mais favoráveis aos criminosos, e procedimentos que os deixem fora do sistema carcerário e ainda ganhem benefícios como indenização por serem colocados em um lugar com superlotação.


Grupos das minorias de "gêneros"


Eles lutam pelo direito de uma pessoa fazer sexo de uma maneira adversa da maioria lhe de direito de ser tratado como um ser humano diferente com leis especificas e tratamento diferenciado. E esse grupos querem que seja implantadas  em todas as escolas a doutrinação de  crianças a partir de seis anos para que lhe sejam ensinados  além do sexo normal entre homem e mulher conheça a pratica do sexo homossexualismo em todos os detalhes para depois decidir qual é o mais prazeroso, e os pais não podem opinar sob o risco de responder pelas lei contra homofobia.



 Índios

Os índios brasileiros estão na miséria, taxa altíssima  de suicídio todo ano, devido as suas situações de miséria passando frio e fome e cheios de áreas reservadas a eles, e ainda matam dezenas de crianças por ano enterrando-as vivas quando ficam doentes ou tem alguma deficiência. Os indígenas são usados por grupos que  dizem os representar mas na verdade vivem de exploração da imagem deles , verba federal e invasão de terras. Invés de serem integrados a nossa sociedade, e suas crianças terem oportunidades como cidadão, viverão eternamente a merce de exploradores, que os querem que continuem na idade da pedra lascada. 















 



Veja abaixo, homens e mulheres que um dia como todas as pessoas foram de crianças e que ao atingir a idade adulta se tornaram heróis da vida real


Policiais militares fizeram sopão comunitário para sem tetos com o próprio dinheiro sem nenhuma verba federal




Policial Civil entregando brinquedos a comunidade carente


Policiais militares fazendo teatro de bonecos para ensinar cidadania para as crianças


Policiais Militares fazendo trabalho comunitário com as crianças portadoras de câncer


Bombeiros salvando criança soterrada


Policia Metropolitana na campanha do agasalho

Policial Militar aposentado se veste de super herói para ensinar as crianças sobre drogas


Bombeiros salvando cachorro dentro do rio


Militares fazendo trabalho comunitário junto a crianças carentes





Menção honrosa







Essa semana um segurança que trabalhava em uma creche ateou fogo no local e depois em si próprio, o incêndio matou dez crianças. A professora Helen de Abreu Silva Batista, salvou  dezenas de crianças, mesmo com o corpo queimado ela continuava entrando dentro da creche e retirando as crianças, morreu com queimadura em 100 por cento do corpo. Esse é um  exemplo máximo   de que existem heróis, e amor ao próximo em nosso mundo.





Lembre-se


Todos os cidadãos são iguais, e como iguais devem lutar pelos seus direitos. Sendo esses direitos feito para todos, não a imposição das falsas necessidades de uma minoria para a maioria. Todos temos direitos. De ter uma vida digna livre de violência, desemprego, com escolas , hospitais e demais serviços.  Seja realmente cidadão e não aceite essa ditadura desconstrutivista e o que querem fazer com as nossas crianças.









Conclusão




Machista, racista, fascista, homofóbico, misógino  são os adjetivos das pessoas que não aceitam essa divisão e tratamento diferenciados para os grupos criados dentro do sistema do politicamente correto, e coisas bem piores. Porém é nosso direito, dever e obrigação como cidadão acreditar na igualdade e tratamento isonômico a todos cidadãos.

A situação em que vivemos hoje lembra muito o conto a nova roupa do rei. Onde um falso alfaiate que não conseguiu fazer a roupa do rei a tempo, para não ser morto disse ao rei que tinha feito uma roupa que só as pessoas inteligentes poderiam ver. O rei constrangido por não conseguir ver a tal roupa e ficou quieto, e saiu pelado acreditando que estava vestindo a tal roupa, todos os moradores da cidade sabendo da história da roupa mágica que só enxergavam as pessoas inteligentes tinham medo e vergonha de dizer que não viam a roupa e que o rei estava pelado.

E todos elogiavam a roupa do rei dizendo o quanto era bonita, apesar de nada verem. Uma criança em toda sua Inocência e honestidade disse no meio do povo: "O rei está pelado!". Então todos se deram conta da farsa do alfaiate, até o próprio rei que correu envergonhado para se esconder da multidão.




Assim, é a nossa atual realidade, vemos homens enfiando vela no ânus, ou um homem pelado brincando com crianças e todos tem vergonha de dizer a verdade e concordam com os grupos da elite intelectual midiática que isso é arte, ou é um direito de determinado grupo, ou ainda que é direito a escolha do sexo e que a mulher, grupos raciais e minorias em geral devem ter privilégios e legislações próprias. 

Todos ficam quietos pois tem medo de parecer ignorante e ser perseguido, como um criminoso no mundo do politicamente correto. Nesse mundo hipócrita, a única forma de ninguém descobrir a verdade, como aconteceu com o conto da nova roupa do rei, é perverter a cabeça das criança, que  são as únicas que não  estão contaminadas com a hipocrisia do politicamente correto, e ainda podem ver a vergonha do rei e a hipocrisia da população que o cerca. Protejam nossas crianças! 

 Se gostaram da um curtir e compartilhem. Muito Obrigado.






                      Prof. Marcos Antônio Ribeiro dos Santos








Visite:




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...