terça-feira, 20 de março de 2018

Império dos Fracos: Como recuparar o primitivismo e retomar a sua autosuficiencia?


A população esta cada vez mais dependente da tecnologia, da tutela do Estado, das organização e entidades para manter a sua subsistência. A cultura do politicamente correto, e a manipulação da cultura de massa popular garante  o status de controle e dependência do cidadão comum  cada vez maior.  Com isso vai se anulando o primitivismo que fazia parte do do homem para  sua autossuficiência e proteção de sua família, acabando com seu o papel de provedor, protetor e procriador da sociedade

Essa alienação quanto a sua própria natureza, foi "emasculando" o homem moderno, que foi aceitando todas as convenções por aqueles que controlam o poder e as informações. Mas como podemos reverter esse quadro e reencontrarmos a nossa autonomia e confiança, reencontrando a nossa identidade de homem guerreiro? Hoje veremos a real importância e objetivo do sobrevivencialismo que deixou de ser um mero estilo de vida, para se tornar uma metodologia sobre o homem e sua a natureza, e sua luta contra o controle e alienação da sua autonomia.



Império dos Fracos
 
Os primatas das espécie humana, ou seja nós, herdamos dos nossos ancestrais animais o extinto de autodefesa e a necessidade de satisfazer as nossas necessidades inclusive o prazer. Essa herança está presente segundo a teoria do cérebro trino, em nosso cérebro primitivo (reptiliano). Isso nos impulsionava a conquistar nossa sobrevivência. Caçar para se alimentar, conseguir pele para fazer roupas para se proteger do frio, fazer armas com ossos. E o nosso neo-córtex ( responsável pela nossa capacidade cognitiva) e nosso polegar opositor nos deu capacidade de criação, dai criamos machadinhas, lanças, arco e flecha, técnicas de caça, criamos abrigos, ou seja temos a capacidade de alterar o ambiente a nossa volta. Podemos dizer que fomos projetados para sermos sobrevivencialistas, explorar o mundo para viver uma vida de qualidade e plena.

Pinturas de 25.000 a 15.000 anos atrás, onde homens da caverna deixaram registrados cenas de caçada em grupo com arco e flecha.

Homens primitivos utilizando armadilhas para caçadas.

Homem primitivo fazendo fogueira para se aquecer e cozinhar.

Tanto o filosofo chinês taoista Lao Tze, como o filosofo alemão Friedrich Nietzsche  chegaram a mesma conclusão sobre a causa  decadência do homem guerreiro autossuficiente. Foi a própria  criação das comunidades e a divisão de castas: Nobreza, sacerdotes, e cargos públicos: Juízes, ministros. O homem relegou sua sobrevivência e capacidade de autossuficiência, a forças militares, burocratas, e sua subsistência ao comercio, perdendo aptidão física de autossuficiência, e conhecimentos sobre o meio ambiente e técnicas como caça e pesca. 

O homem fraco (burocrata, sacerdote ) não tendo mais necessidade, nem interesse em controlar o mundo a sua volta, passou a dominar e enfraquecer o forte através do poder de negação do primitivismo guerreiro. Onde por meio de dogmas e conceitos morais doutrinários, a vontade de conquistar, se afirmar de adquirir poder de transformar o mundo a sua volta foi substituída pela busco do abstrato. (religião, posições sociais, materialidade).


Divisão de castas (nobreza, sacerdotes, funcionários públicos, militares, vassalos, escravos) com a criação das cidades.

Sistemas de divisão castas na Idade Média. Os nobres eram donos da vida e morte dos vassalos, uma vez que lhes oferecia segurança militar.

E com a criação de instituições religiosas, o homem perdeu a sua autossuficiência de espírito, abrindo mão da vida real (a satisfação dos seus instintos guerreiros) em prol do mundo ideal (pós-vida) ficando mentalmente e espiritualmente dependente de uma força superior para poder existir.


Posteriormente com a revolução industrial, foi tirado do homem comum a sua capacidade de criação e de mudar o ambiente a sua volta com suas habilidades, se transformando em apenas mais uma peça substituível na linha de montagem.




Com tudo isso, o homem  foi sendo empurrando ainda mais para o mundo abstrato do entretenimento, como cinema, televisão, jogos eletrônicos, jogos de futebol, filmes pornôs,  internet, redes sociais, buscas por curtidas, deixando de ser o homem guerreiro atuante para seu um mero espectador humilde e com o espírito combalido.

A evolução humana rumo a sua decadência final




O homem autossuficiente condenado ao inferno
  
Sete pecados capitais, ou sete objetivos do superação humana?



Na "Era das Trevas" a igreja tinha a ferramenta de domínio perfeita: a fé, e a promessa de um mundo melhor e justo em um pós vida.



A história nos mostra que governos, instituições e igrejas sempre criaram formas de enfraquecer a plebe ou torna-las, dependentes, vitimizadas e humildes. Transformando qualidades em pecados, e fraqueza em virtude. Friedrich Nietzsche em crepúsculo dos ídolos já mostrava a tendência daqueles que tem o poder, enfraquecerem a população com doutrinas religiosas para torna-los felizes por continuarem subservientes, fracos, e aceitando a humilhação e miséria como uma virtude. Aceitando que o conhecimento e as riquezas são para pessoas de casta superior.

A igreja católica com suas cruzadas religiosas,  a Santa Inquisição e o Santo Oficio, dormiram o mundo antigo, destruindo centenas de nações guerreiras, e as convertendo em ovelhas dóceis e subservientes.




 
O Papa Gregório Magno, no século VI, tomando por base as Epístolas de São Paulo, que não gostava de mulheres, tendo-as como pecadoras e a principal causa da fraqueza do homem, definiu como sendo sete os principais vícios de conduta: gula, luxúria, avareza, ira, soberba, preguiça e inveja.

 

Com isso atitudes que antes eram de homens guerreiros, independentes e viris, tais ações eram atribuídas grandes pecados e fraquezas, já que nesse novo mundo abstrato o homem deveria ser um mero espectador. A Igreja criou logicamente também sete virtudes fundamentais: humildade, disciplina, caridade, castidade, paciência, generosidade e temperança. Na verdade essa ideologia era  uma inversão de valores como vimos acima era uma forma de transformar os homens em ovelhas dóceis, subservientes e aceitarem pertencer a casta miserável e vassala. Veja que  os tais pecados na verdade estão na categoria de qualidades de grandes homens que procuram e lutam pelas suas conquistas  e procuram  desfrutar do que colheu com essa conquista:


Gula:  descrito como o desejo insaciável por comida e por bebida. Segundo tal visão, a gula também estaria, segundo a igreja católica, relacionada com o egoísmo humano: querer adquirir sempre mais e mais, não se contentando com o que já tem, sendo uma forma de cobiça. Mas o homem forte e guerreiro  com seu espírito de aventura nunca se da por satisfeito, sempre deve almejar mais e mais.  O desafio sempre foi a força motriz por trás do sucesso da raça humana. Sendo um grande traço do primitivismo e da virilidade. Desde a caçada de grandes animais até a construção de ferrovias, a chegada do homem na lua, a tecnologia. O desafio nos empurra continuamente. O Darwinismo social prevê  uma proteção para os que buscam o topo da cadeia alimentar social - "sobrevivência do mais apto". As espécies humanas que não crescem e se adaptam são eliminadas, ou são usadas como mão de obra barata.

Os bandeirantes responsáveis pelo povoamento  e construção das primeiras cidades brasileiras.

 
O velho oeste americano, conquistado por homens aventureiros que buscavam uma nova vida.


Criação da primeira linha férrea transcontinental americana , uma aventura e  empreendimento corajoso.


 
  O homem aventureiro conquistando o "espaço".

O fato de ter um carro, não impede de querer um outro melhor ou uma frota inteira, desde que seja com seu esforço e mérito. Imagine o que seria da humanidade sem pessoas sem ambição, não haveria as grandes navegações, o velho oeste não seria conquistado e nem mesmo teríamos chegado a ir para lua. Estaríamos restrito a apenas comer, dormir e produzir e pagar impostos para a classe nobre.





Luxúria: A luxúria segundo a igreja católica é o desejo passional e egoísta por todo o prazer corporal e material. A luxúria é definida, por vezes, como desejo perante o prazer sexual mal administrado, embora incorpore outros tipos de desejo, como o da comida, o da bebida e o da superioridade em relação aos demais. Por este entender, a luxúria está também bastante relacionada com a gula, a soberba e a avareza, pois, através de ambas, o pecador deseja adquirir o prazer. Também pode ser entendida em seu sentido original: “deixar-se dominar pelas paixões”.




A negação do prazer e a aceitação da amargura, angustia é o mais contraditório, mais os fatos explicam. É óbvio que aquele que controla o poder não quer pessoas que podem mudar o status social com seu conhecimento superior em determinada área. Não esqueçam que Sócrates foi condenado a tomar cicuta por suas ideias revolucionárias , e que Nicolau Copérnico teve que negar a sua descoberta publicamente para não ir para a fogueira. 

Em relação ao sexo, a idade média a igreja criou a "virtude" da castidade, por que  uma vez que os padres não pudessem casar não haveria a preocupação da divisão dos tesouros da igreja para os  herdeiros de seus funcionários. Biologicamente precisamos do sexo, precisamos do prazer, para nosso equilíbrio emocional e psicológico. Essa castração espiritual e negação do prazer heterossexual, transformando o sexo em pecado,  era mais um forma de controle, pois o homem viril e procriador mais uma vez era condenado pelos seus instintos de procriação e preservação da espécies.





Além disso com as doutrinas socialistas de cultura de gênero, e movimentos feministas, mais uma vez o homem viril e primitivista perdeu o seu espaço.  Em 1948 no  livro , Sexual Behavior in the Human Male , Alfred Kinsey chocou o mundo ao anunciar que 10% da população masculina era gay. Nos Estados Unidos, em pesquisas recentes 1,6 milhão de pessoas, um número crescente de adultos que vivem nos EUA agora identifica-se como LGBT. Descobriu que 4,1% dos adultos dos EUA, ou aproximadamente 10 milhões de pessoas, agora se identificam como LGBT - em comparação com 3,5% em 2012. 


E ainda segundo os pesquisadores, o grupo mais responsável pelo aumento desse  crescimento da comunidade LGBT são os milênios. (pessoas nascidas no século XXI) Eles atualmente representam quase 60 por cento dos adultos identificados LGBT no país.



No Brasil a população LGBTI no Brasil é estimada em 20 milhões de pessoas, 10% da população nacional porém os números são considerados subestimados, já que muitas pessoas optam por não declararem sua identidade de gênero ou orientação sexual.



E ainda segundo as pesquisas o aumento da  bissexualidade aumenta entre jovens; demonstra que essa orientação é a tendência para o futuro.

De acordo com uma pesquisa feita pela J. Walter Thompson, 65% da geração Y (pessoas entre 21 e 30) anos se identifica como heterossexual, contra 48% da geração Z (13 e 20 anos).  Na pesquisa, 60% dos entrevistados da geração Z acham que as pessoas exploram mais sua sexualidade hoje, 7% a mais do que a geração Y.


As mulheres são o melhor presente que o universo deu aos homens, para ama-las, protege-las e para que possamos perpetuar nossa espécie.


Avareza:  Segundo a igreja o pecado da avareza conduz à idolatria, é o apego excessivo e descontrolado aos bens materiais e ao dinheiro. É considerado o pecado mais tolo, pois se vamos morrer e retornar ao pó pra que juntar bens materiais? Porém estar preparado para um futuro difícil e se preparar, para poder realizar seus planos faculdades ter uma conta bancaria, é indispensável.  Lógico que o objetivo para a igreja era que  o homem comum lhe desse até a sua última moeda mesmo que isso custasse a alimentação de sua família.



Ira: Conhecida também por cólera, é o sentimento humano de externar raiva e ódio por alguma coisa ou alguém, sendo um dos grandes responsáveis pela maior parte dos conflitos humanos.


Porém a raiva indignação e vontade de reagir a agressões físicas, psicológicas são de suma importância para não aceitar abusos, buscar condições melhores de vida, e também a violência e brutalidade são inerentes para autodefesa. Imagine se fôssemos compassivos e amáveis com terroristas, movimentos de intolerância e criminosos. E além disso, a testosterona é o combustível que nos leva ao longo da estrada primitivismo e virilidade. É o que torna os homens fortes, ousados ​​e agressivos. De novo, que o   objetivo da igreja aqui era a aniquilação do homem guerreiro e reativo.





Soberba: Do ponto de vista teológico, o pecado mais grave é a soberba, afinal é nesta categoria que se enquadra o pecado original. Em paralelo, segundo o teólogo São Tomás de Aquino, a soberba era um pecado tão grande que ficava fora de série, devendo ser tratada em separado dos restantes pecados e merecendo atenção especial. Aquino tratava a questão da vaidade como sendo um pecado em separado, mas a Igreja Católica decidiu unir a vaidade à soberba, acreditando que neles havia um mesmo componente de vanglória, o que levaria ao seu estudo e ao seu tratamento conjuntos. 

Contudo, se tornar competente e dominar determinada área, ter uma postura confiante e dominadora. é o que vai te dar força e diferencial tanto no mercado de trabalho como na vida.uma vez que reconhecemos que somos o melhor no que fazemos, não há por que não proclamar isso aos quatro cantos do mundo. Confiar no seu taco, e erguer a sua bandeira é mostrar capacidade executiva e liderança; dar palestras, seminários, escrever livros e não viver de forma servil de olhos baixos acreditando que seu lugar é no anonimato. Se você não se reconhecer como o melhor ninguém o fará, acredite.


Stephen Hawking sempre em evidencia, nunca escondeu ou negou sua genialidade com falsa modéstia.

 Preguiça: Segundo a igreja este pecado capital é caracterizada  como alguém que vive em estado de morosidade, lentidão e moleza, de causa orgânica ou psíquica, que a leva a uma inatividade acentuada. Claro que a nobreza e o próprio clero tinha uma vida de luxo com vários serviçais, mas não queria que a classe trabalhadora vassala almejasse por uma vida confortável, aceitando o trabalho árduo como divino. A verdade é quando atingimos nossos objetivos e metas alcançando o sucesso,  nós queremos viver colher os louros, vivendo o resto das nossas vidas juntamente com nossa família, e desfrutando o que a vida  tem a oferecer




Inveja: Segundo a igreja católica, a inveja é o desejo exagerado por posses, status, habilidades e tudo que outra pessoa tem e consegue. Contudo a base da superação e evolução humana é possível por que  cobiçamos o que vemos de melhor no outro, um cargo melhor, uma boa capacidade física, inteligência. Nunca devemos aceitar a condição de inferior pois não é uma virtude ser humilde e se contentar com pouco. Os carneiros machos, os ursos e outros animais também lutam entre os outros na natureza quando competem por companheiros ou resolvem conflitos. Nada mais saudável ao homem para aumentar  a sua força primitiva do que a competição. Seja esportiva, no trabalho, na faculdade. O homem é um ser competidor por natureza e tirar isso dele é justamente tirar o que tem de mais importante e transforma-lo em um invalido, renegando o seu primitivismo e virilidade.







Mas o que fazer para treinarmos a cada dia nossa autossuficiência e não perdermos nossa essência primitivista mesmo com toda essa com toda essa alienação, e propaganda negativa sobre a masculinidade, vista como retrógrada e fora de contexto atual ?





Sobrevivencialismo e o reencontro ao primitivismo


Como dito acima, a vida moderna, com seus confortos tecnológicos e instituições com seus dogmas transformaram o homem e um adolescente dependente de tutela para sua sobrevivência. Lógico que a tecnologia é ótima, mas devemos saber agrega-la e não depender dela. Ser um homem guerreiro na concepção da palavra, sendo um provedor, protetor e procriador são coisas próprias do homem forte.  Quando nos sentimos autossuficientes  e abraçamos o  nosso primitivismo, a vida é melhor. 


No inicio o sobrevivencialismo começou com técnicas de preparação, como estoque de comidas, e formas de sobreviver em caso de desastres naturais, uma possível guerra nuclear. Porém com o passar do tempo e técnicas e conhecimento foram trazidos por várias pessoas de diferentes vertentes e experiências. Com  o passar do tempo não era mais um movimento que visava preservar a sobrevivência, mas um estilo para se manter a qualidade de vida e autossuficiência




Hoje o sobrevivencialismo conta com a contribuição da biologia, conhecimento científico e sistematizado de plantas , animais, equilíbrio ecológico, conhecimento em técnicas de psicologia (autocontrole, resiliência, antifragilidade,) direito ( conhecimento sobre os direitos individuais e coletivos, caça, legitima defesa, estado de necessidade, e estrito cumprimento do dever legal) conhecimento de arma de fogo, estratégia, conhecimento histórico. Autodefesa, ou seja existe toda uma universalidade de conhecimentos que formam hoje o sobrevivencialismo. Hoje podemos dizer que o sobrevivencialismo é uma ciência que reúne estudos de diversos ramos com o objetivo de manter a sobrevivência humana com qualidade. 



Poderia ser muito bem uma área dentro das universidade. Uma vez que ela se mostra hoje juntamente com matérias propedêuticas, bases de uma área científica. E nada mais justo do que dar lugar a uma nova ciência que visa a sobrevivência e o equilíbrio do homem junto ao meio ambiente. 

O sobrevivencialismo nos aproxima a nossa origem primitivista valorizando a nossa capacidade natural de transformarmos o meio a nossa volta para conseguirmos recursos para necessidades diversas, mantendo assim a nossa autossuficiência. Tanto o Bushcraft, como o sobrevivencialismo urbano, ou a preparação nos fortalece nos integrando e nos devolvendo ao mundo real. Nos tirando do mundo dos símbolos e paradigmas dos reinos dos fracos e nos trazendo ao mundo saudável, onde a força, a virilidade, o primitivismo, honra e o respeito a coletividade e o meio ambiente são as características naturais, que mantém a família segura e protege o relacionamento e a existência familiar.


Sobrevivencialismo Urbano: Conjunto de conhecimento e metodologias para garantir a sobrevivência com qualidade de vida e autossuficiência, não dependendo de um Estado corrupto ou manipulações de instituições religiosas, ONGs , Associações, sindicatos, ficando preso dentro de um sistema doutrinário. 



Realities Shows, cinema 3D, esportes televisivos, jogos eletrônicos, internet, redes sociais. O homem moderno trocou sua capacidade primitiva de  interagir, mudar  e conquistar o mundo a sua volta, e se colocou como simples telespectador do  escapismo do mundo virtual, onde se vê a salvo da insegurança e das inconstâncias, alterações constantes, e entropia  do mundo real.

Outro fator a observar, é que a testosterona é o combustível que torna os homens fortes, ousados ​​e agressivos. Baixo apetite sexual,  cansaço excessivo, pensamento confuso ou falta de memória, alterações bruscas no humor, dificuldade em ganhar massa muscular,  acúmulo de gordura no corpo, perda de massa óssea ou osteoporose, baixo crescimento de pelos no corpo e dificuldades para dormir são sinais sintomas comuns no homem moderno.  Isso devido a baixa produção de testosterona.  A pratica de atividades de sobrevivencialismo em sua vida ajudará também na produção da mesma, te deixando mais apto a assumir o seu lugar no mundo como um ser provedor e protetor de seu meio. Veja abaixo diretrizes que podem ajudar a desenvolver o seu primitivismo:




a) O desafio:



"As terras macias tendem a criar homens suaves" - Rei Ciro o grande 
Saia da zona de conforto todos os dias. Você se surpreenderá com a rapidez com que cresce quando começa a desafiar-se. Aqui estão algumas coisas que você pode fazer: Experimente uma nova atividade física (musculação, artes marciais, escalada, prenda um segundo idioma, etc.). Até mesmo pequenas coisas, levantar-se mais cedo pela manhã, tomar banho de água fria, dormir no chão são coisas que fazendo de vez em quando vão te ajudar a manter a sua rusticidade.  Inclusive você pode criar um rito de passagem pessoal para se tornar um guerreiro.

Muitas culturas, há uma transição distinta da infância para a masculinidade. É simbolizado por um teste ou iniciação física. Por exemplo, na antiga Esparta, jovens jovens seriam libertados na natureza para se defenderem. Se eles retornassem, eles eram então batizados como homens. Trace uma meta, um curso, uma viagem alguma coisa que pra você é desafiador.


Outro fator importante é a competição, isso sempre vai estimular o seu crescimento de instinto guerreiro, faça combates, boxe, Muay thai. Entre em competição de desafios intelectuais como o xadrez por exemplo. Ou ainda em seu ambiente de trabalho procure fazer como o personagem Wolverine: seja o melhor no que faz, mesmo que o que faz não é necessário.

b) Tornar-se autossuficiente:
 


Tornar-se um criador e não apenas um consumidor. Desenvolva a sua criatividade. Invista o tempo em coisas que irão construir seu legado. Não se contente apenas em  viver apenas no mundo, mas crie mundos. Nisto você não será apenas um rei, mas um deus. 

- Encontre um passatempo de um tema que goste;

 
- Escreva um livro, um blog ou simplesmente em um diário;

- Comece um jardim;

- Saiba como cozinhar sua própria comida;


- Comece um negócio;

- Faça trabalho voluntário;
- Aprenda a cultivar,carpintaria, consertar encanamentos, conhecer o mínimo de eletricidades para pequenos reparos são algumas  das diversos serviços de manutenção doméstica que você deve aprender; 


- Saiba como amarrar nós;

- Saiba como mudar um pneu;

- Aprenda técnicas de paquera e pratique;
- Conquiste qualquer medo particular que você tenha; 

- Faça uma Semana de privação de entrada e mantenha seu desprendimento de dispositivos, tomando um Tech Sabbath semanal. 

c) Postura


Aprender linguagem corporal, estudar sobre ciência é muito importante para o sobrevivencialista, assim como adotar uma postura de vencedor. Adote a linguagem corporal confiante, incluindo a postura de apoio direto , contato com os olhos e posições de braço que deixam a frente do seu corpo "aberta"; Aceite elogios e pare demais para pedir desculpas. Diga "Obrigado, eu aprecio isso". Em vez de "Não é nada", acredite que você é merecedor e o melhor. Pratique p reconhecer suas próprias habilidades.  Diga o que pensa.Seja a pessoa que quer ser

Não pense demais, pelo menos não em voz alta. Ser masculino significa saber exatamente o que fazer, ou pelo menos fazê-lo parecer assim.



d) Desenvolva sua dureza Mental / Emocional


Os homens que são mental e emocionalmente fortes conseguem ficar calmos, equilibrados quando as dificuldades grandes ou pequenas se apresentam em sua vida.  Eles não perdem a paciência nem se desesperam. Em vez disso, eles são capazes de manter a perspectiva sobre o problema e concentrar-se em como solucioná-lo, ou ainda simplesmente ignorá-lo pelo inconveniente insignificante que é: 

- Saiba como gerenciar o seu estresse no dia a dia;


- Familiarize-se com o código do semáforo da violência   e aprenda a gerenciar o estresse de ameaças mais graves; 

- Saiba como usar a respiração tática para acalmar-se; 

- Medite diariamente;


- Saiba como apertar as mãos;
- Saiba como ser mais carismático;

- Aprende os conceitos básicos de etiqueta;
 
- Saiba como comandar uma palestra, aprenda oratória;
- Aumentar a sua resiliência e assumir o controle de sua resposta fisiológica ao estresse;

 
- Faça exercícios para fortalecer sua força de vontade e sua capacidade de atenção;

- Leia um longo livro ou artigo até o final, sem parar para navegar em outras coisas;

- Mantenha uma dieta rigorosa 6 dias por semana. Faça o 7º dia um dia livre onde você come o que quiser;

- Conheça o seu propósito e planeje na vida - como disse Nietzsche: "Se você sabe o porquê, você pode viver qualquer coisa"; 

- Compreenda a maneira como seu cérebro e seu corpo mentem sobre o quanto você acha que não pode fisicamente ou emocionalmente continuar, e converse consigo quando sentir que esta inventando desculpas  para desistir.


 

Cultivar o primitivismo te ajudará:



A) Deixar mais forte, fazer uso da violência, brutalidade extrema quando for necessário se proteger e a sua família;

B) Sempre estar em busca de estudos e conhecimento técnicos para se tornar mais forte;

C) Produção de Testosterona;


D) Não se sentir vitimizado, e com isso viver a custa de proteção do Estado;



E)  Cultivar o espírito de guerreiro protetor da sua família;


F)  Não ficar preso mentalmente a instituições, seja religiosa, esportiva, política, e outros valores simbólicos;



G) Não ficar mentalmente preso a redes sociais, sites de relacionamento ou qualquer outra forma de comunicação impessoal, onde não haja nenhuma vantagem para o crescimento e fortalecimento pessoal;


H) Ser autossuficiente e não viver a busca de um Guru;



I)    Ser homem, no dizer da palavra cumprindo o que se dispõe a fazer com autorrespeito (honra) e não sendo covarde ( Faz qualquer coisa para se sentir seguro) e submisso;


J)  Proteger as mulheres e crianças;



K) Respeitar as mulheres e reconhece-las como companheira; não havendo submissão entre o casal;


L)  Ensinar a criança ser independente desde de cedo encontrando o seu poder primitivo; 

M) Ter mais desenvoltura em situações e eventos sociais.








Obras recomendadas:



Livros:

O




Filmes:






Revista:
 

Apesar de ser uma obra de ficção e fantasia, as aventuras de Conan, mostram um homem primitivo autossuficiente e viril, que utiliza da inteligência estratégica, e ferocidade brutal para proteger os seus interesses e conquistar os seus objetivos.








Menção Honrosa:



Infelizmente no dia 14 de Março de 2018 faleceu um verdadeiro exemplo de sobrevivencialista Stephen William Hawking, Portador de esclerose lateral amiotrófica (ELA), uma rara doença degenerativa que paralisa os músculos do corpo, Hawking teve que utilizar um sintetizador de voz para se comunicar, usava os músculos da bochecha para controlar o sintetizador. M


Mesmo com todas essas adversidades  desempenhou durante anos sua carreira como físico teórico e cosmólogo britânico e foi um dos mais consagrados cientistas da atualidade. Doutor em cosmologia, foi professor lucasiano emérito na Universidade de Cambridge, um posto que foi ocupado por Isaac Newton, Paul Dirac e Charles Babbage. Foi, pouco antes de falecer, diretor de pesquisa do Departamento de Matemática Aplicada e Física Teórica (DAMTP) e fundador do Centro de Cosmologia Teórica (CTC) da Universidade de Cambridge. Os principais campos de pesquisa de Hawking foram cosmologia teórica e gravidade quântica.



 
Hawking escreveu diversos livros que ajudaram a divulgar complexas teorias cosmológicas em linguagem fácil para leigos.  Participações em filmes, séries e programas de TV e viajava pelo mundo ministrando palestras e expondo suas teorias. E uma vez perguntando o que achava do suicídio ele respondeu: o suicídio é um erro, enquanto houver vida existe possibilidades.



Conclusão


Saber como encontrar o guerreiro primitivo dentro de nós na sociedade moderna não é fácil, com tanto conforto e tecnologia da vida moderna. Bem como ideologias de vitimização pacifista e alienação cultural o homem vai entregando seu papel de protetor e provedor. Com isso física e mentalmente vai se tornando mais frágil e com medo das inconstâncias da vida, já que desconhece o conceito de autossuficiência.

Porém o sobrevivencialismo, com sua a preparação, o bushicrafit e o próprio sobrevivencialismo urbano, vieram para recuperar o auto controle do homem, reativando a sua virilidade e poder sobre sua vida e ainda prepara-lo para se proteger e a sua família. Sempre procure treinar a mente e o corpo em  caminhos mais difíceis e procurem viver semper virilis.



Dúvidas? sugestões? Deixem nos comentários. Se gostaram deem um curtir e compartilhem. E não esqueçam de clicar em um dos anúncios para nos ajudar a continuarmos com nosso trabalho. Muito obrigado.
 

Prof. Marcos Antônio Ribeiro dos Santos

 

Colaboração:

Dr. David S.

 

 

 

 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...