sexta-feira, 23 de março de 2018

Sobrevivêncialismo Urbano: Cuidados para não matar seu Pet na Pascoa!!!


Nós Sobrevivencialistas e Preparadores, devemos sempre estar atento  com o bem estar de nossa família, e estar preparados para o pior. E esses cuidados  incluem os nossos amigos Pets. Na Páscoa o risco de intoxicação alimentar grave são vários, devido a grande quantidade de comida presente que possuem substâncias até mesmos mortais, para eles principalmente o chocolate. 

Hoje vamos conhecer tais  toxinas, bem como  suas consequências, para podermos comemorar essa data festiva sem surpresas desagradáveis.



 Alimentos Saborosos & Mortais


Chocolate: O chocolate é derivado do cacau, que é rico em substâncias estimulantes do sistema nervoso central, como a cafeína e a substância alcaloide, a teobromina. E essa substância é extremamente tóxica para cães e gatos, por que  são ineficientes em metaboliza-la.  Os efeitos dessa substância varia de acordo com  a raça, mas geralmente a dose tóxica é de 100 a 175mg de teobromina por kg de peso no cão e de 80 a 150mg por kg de peso no gato. Quanto mais escuro for o chocolate, maior a quantidade de cacau e, consequentemente, mais teobromina. Por exemplo, cada 100 gramas de chocolate ao leite contém 154 miligramas de teobromina, no chocolate meio amargo são 528 miligramas e no chocolate de culinária (aquele usado em bolos e ovos de Páscoa caseiros), 1.365 miligramas.

 

Os principais sinais da intoxicação por  teobromina são: vômito, diarreia e polidipsia (sede excessiva), nos casos mais leves, e arritmias, hiperatividade, tremores, convulsões e óbito, nos casos mais graves. O pâncreas também poderá sofrer com o alto teor de gorduras da guloseima.Os riscos são maiores para filhotes, idosos, gatos e cães de pequeno porte. Os mesmos perigos se estendem para outros pets, como coelhos, porquinhos da índia e mini pigs.


Outro perigo escondido no chocolate é a lactose. Muitos animais são intolerantes a substância. A lactose pode causar reações alérgicas, vômito e diarreia. 

Refeição da Páscoa: O alerta vale também para os alimentos presentes nas refeições de Páscoa. Os molhos, temperos, sal, abacate, uvas, alho ou cebola e passas são extremamente perigoso, os levando a morte. Não ofereça a sua alimentação e fique de olho para não se aproximarem dos alimentos a mesa ou cozinha.

Legumes cozidos e frutas sem sementes, eles adoram.

Bebidas alcoólicas:  Outro grande perigo são as bebidas alcoólicas muitos tutores acham divertido ver a reação dos animais que consomem bebidas, e também há casos de pessoas no meio da festa largar a bebida na mesa, sem se dar conta de muitos casos de intoxicação grave devido o consumo de tal substância.



O efeito da cerveja no organismo do cachorro  é muito maior do que no ser humano, porque seu estômago é mais sensível. O sangue do animal absorve mais rapidamente o álcool, o que gera uma série de  de riscos. Gastrite gastrite, úlcera, problemas renais e neurológicos e baixa imunidade, são alguns dos problemas. Mas também podem ficar bêbados, com a perda da coordenação motora, o que pode causar sérios acidentes.
  
Jamais ofereça nenhum tipo de bebida alcoólica para o seu cão.


 

Ovos de Páscoa para Pets 

 

Felizmente hoje o mercado pet oferece ovos especiais, muffins, waffers, e petiscos variados. Esses produtos não possuem açúcar e nem cacau. Alguns são feitos de substância que possui o mesmo aroma do chocolate, mas não oferecem riscos aos animais.

Até mesmo os animais com problemas de sobrepeso ou alergias alimentares podem ganhar um agrado. Há opções de snacks ligths, ossinhos naturais e petiscos hipoalergênicos, produzidos sem sal, corantes ou conservantes, por exemplo.



Em caso de emergências


Caso o pet ingira qualquer substancia que lhe são prejudiciais ou apresente qualquer  sintomas o tutor deve procurar atendimento veterinário o quanto antes. Por isso é necessário ter sempre a mão o endereço e o telefone de uma clinica veterinária 24 horas. E adquira um livro para consultar sobre sintomas e doenças de Pets, e tenha em sua casa uma caixa de primeiros socorros para eles,  inclusive uma maca pode ser útil em um caso de necessidade.
 

Lembre-se caso presencie maus-tratos a animais, vá à delegacia de polícia mais próxima para lavrar o Boletim de Ocorrência (BO), ou compareça à Promotoria de Justiça do Meio Ambiente. Ou caso não queira se identificar:


A denúncia de maus-tratos é legitimada pelo Art. 32, da Lei Federal nº. 9.605, de 12.02.1998 (Lei de Crimes Ambientais) e pela Constituição Federal Brasileira, de 05 de outubro de 1988.



Dicas de leitura:







Conclusão


Na Páscoa devemos tomar cuidado com o grande número de substância tóxicas para nossos pets que estão a vistas. E também devemos ter consciência de não lhes oferecerem nada que não seja para o consumo próprio. Felizmente hoje em dia no mercado pet encontramos muitas opções de produtos  para não deixar nossos amigos fora da festa natalina. E sempre tenha a mão o numero e endereço de emergência. E em casos de maus-tratos denuncie o crime. E você lembrou da surpresa para o Pet para a próxima semana?


Dúvidas? sugestões? Deixem nos comentários. Se gostaram deem um curtir e compartilhem. E não esqueçam de clicar em um dos anúncios para nos ajudar a continuarmos com nosso trabalho. Muito obrigado.
 

Prof. Marcos Antônio Ribeiro dos Santos

 

Colaboração:

Dr. David S.

 

 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...