segunda-feira, 2 de abril de 2018

Sobrevivencialismo urbano: Como montar um grupo para sobreviver ao caos


Em situações onde a sociedade é dominada pelo caos, seja por conflitos políticos, religiosos, étnicos, de uma hora para outra o plano de fundo que conhecemos como sociedade cai, e vem a tona a realidade: o primitivismo puro e a lei natural. Aqui  mesmo no Brasil, vemos situações como no Espírito Santo e Rio de Janeiro recentemente, com as facções criminosas dominando o País.

Com o Brasil a cada dia entrando em um buraco negro com a administração política,  grupos criminosos administrando a nossa nação, e com 83 facções criminosas altamente armadas com recursos militares sofisticadas, não é nenhuma fantasia imaginar que se não tiver nenhuma alteração do quadro atual o que chamamos de Brasil pode desaparecer, e viveremos dentro de um território reinado pelo crime e terror, como em alguns países dominados por grupos armados fazendo um poder paralelo. 

Quando o Estado cai em tal situação como um sobrevivencialista estaria bem? Sozinho ou em grupo? E se for em grupo como escolher os integrantes e as habilidades que possam beneficiar. Tudo isso será analisado nessa postagem.



Solo ou em Grupo?


A ideia do herói solitário em filmes como Mad Max ou o livro de Elai são muito atraentes. Onde o personagem principal conseguem manter a subsistência sem a necessidade de auxilio de ninguém, mas isso é possível a longo prazo? Vamos ver as vantagens e desvantagens estar sozinho e em grupo em um ambiente caótico.

Sozinho

Prós:

  •     Deslocamento mais rápido
  •     Menos suprimentos necessários
  •     Silencioso
  •     Sem discussões e desacordos

Contras:

  •     Solidão
  •     Nenhuma maneira de se revezar nas tarefas
  •     Sem segurança perimetral completa


Grupo

Prós:

  •     Sistema de Suporte de Grupo
  •     Mais ideias / soluções para problemas
  •     Esforço de trabalho dividido
  •     Companhia
  •     Tempo dividido nas tarefas / Segurança

Contras:

  •     Mais suprimentos necessários
  •     Discussões e desentendimentos
  •     Precisa de Liderança
  •     Barulho
  •     Considerações de segurança do grupo


No  mundo real, a realidade raramente reflete a ficção. Enfrentar um ambiente caótico sozinho terá apenas um resultado.  A longo prazo, você deve planejar formar um grupo de sobrevivência. Não existe um meio termo está com um grupo ou não está.




Escolhendo Membros do Grupo


A chave para um bom grupo é ter pessoas em que você pode confiar. Infelizmente, encontrar pessoas confiáveis ​​pode ser uma tarefa difícil. Não há regras simples para encontrar e escolher membros do grupo, e é necessário ter muito cuidado. O ser humano médio é instintivo, e geralmente usa a razão para justificar os seus atos impulsivos, provenientes do nosso cérebro instintivo (reptiliano), o que  os torna perigosos. Basta ver nos dia a dia as milhares de queixas de briga de vizinhos, colegas de serviços, colegas de escola, brigas de trânsito que chegam as delegacias. Alguém que você considerou estável em circunstâncias normais pode se transformar em um provocador de discórdia ou uma ameaça para os membros do grupo sob pressão.

Encontrar membros do grupo é muito parecido com encontrar um cônjuge: você não saberá o quanto  são compatíveis com apenas algumas reuniões. Da mesma forma, o sucesso de um grupo é parcialmente determinado pela vontade de todos de trabalhar duro nisso. Haverá diferenças de opiniões, argumentos, discussões acaloradas e muitos conflitos emocionais. Isso é tudo normal, mas tudo precisa ser devidamente abordado, especialmente porque este grupo deve ser como uma segunda família. A melhor coisa a fazer é confiar em seus instintos quando estiver avaliando os membros.

Tenha em mente que você está procurando alguém disposto a colocar as necessidades do grupo a sua frente, mas você também não quer um mártir. A quantidade de equipamento que alguém possui, não devem influenciar na escolha. É muito melhor ter uma pessoa estável e trabalhadora que não tenha nada do que ter alguém que constantemente discute todos os pontos, e não  concorda com nada. Logicamente nem todos os membros do grupo terão as mesmas opiniões e divergirão sobre diversas coisas, mas o que manterá a integralidade  é ter um núcleo comum de crenças, isso é fundamental para um bom grupo.


Perceber a verdadeira natureza de alguém não é fácil. A maioria das pessoas coloca alguma forma de máscara quando estão com outras pessoas. Histórico criminal, se são vingativos, ou têm tendências violentas, são informações importantes. Descobrir a real natureza de  alguém depois dela deixar o grupo não é o momento. Uma pessoa rancorosa que conhece informações importantes sobre seu grupo pode tornar sua vida miserável, particularmente se eles são sociopáticos. Imagine tentar operar como um grupo sabendo que há alguém lá fora que conhece todas as informações do grupo e tem uma grande quantidade de animosidade para com todos no grupo.

Se um ex-membro descontente conhece sua localização, será difícil usar essa propriedade para armazenamento ou depósitos. Mesmo quando há uma separação amigável de maneiras, a menos que você mude tudo sobre o grupo, os ex-membros conhecerão essa informação. Você precisa envolver membros potenciais em atividades que direcionarão sua verdadeira natureza à superfície. Pode levar anos para conhecer alguém, mas há atividades e discussões que podem revelar traços principais:

a) Situações estressantes: Podem revelar a verdadeira natureza de alguém;quando estiverem fazendo atividades em grupos observe o comportamento em um dia que tudo der errado, e procure pressionar um pouco mais, pessoas muitos instintivas se tornarão agressivas, e outras podem ficar mais frágeis e apavoradas;

b) Conhecer uma base comum: É a  oportunidade de ver se os integrantes sustentam as crenças que dizem serem importantes para elas.
 




Tipos de habilidades você precisa em seu grupo de sobrevivência



Não há dúvida de que ser parte de uma equipe aumentará suas chances de sobreviver a um desastre. No entanto, ao formar um grupo de sobrevivência, várias funções são necessárias para que todos os membros resistam a uma crise.

A maioria dos grupos de sobrevivência será formada "no local". Cada equipe irá receber familiares, amigos íntimos e vizinhos confiáveis. Esta é a realidade e apenas algumas pessoas realmente passam o tempo para desenvolver um grupo de sobrevivência que pode sobreviver e prosperar mesmo em condições  mais severas.

Se o evento tiver resultados de mudança mundial, e se o seu grupo de sobrevivência conseguir passar dos primeiros meses, você será forçado a aceitar novas pessoas para consolidar os esforços de sobrevivência. Cada grupo de sobrevivência tem que amadurecer para durar. Para fazer isso, você precisará procurar indivíduos que sejam treinados em mais de uma das habilidades necessárias para sobreviver. Sua equipe deve ter membros que possam expressar mais de um papel dentro do grupo, pois a versatilidade e a adaptabilidade são a chave para a autossuficiência.

Aqui estão os papéis que precisam preencher qualquer grupo de sobrevivência:


O líder


Esta é a pessoa que guia o grupo, que toma as decisões difíceis. O líder deve ser inteligente e carismático. Deve inspirar confiança e, acima de tudo o líder deve poder detectar problemas antes de surgirem. Alguns acreditam que a pessoa que fundou o grupo de sobrevivência deve ser o líder, mas isso nem sempre pode ser a melhor opção. Em qualquer situação de sobrevivência, a posição líder é preenchida gradualmente e de alguma forma organicamente à medida que o grupo se desenvolve.

Os líderes podem ser formados, mas a maioria dos líderes bem sucedidos nasceram com a capacidade de organizar, delegar e inspirar outros. Um bom líder sabe que, de vez em quando precisa implementar uma rotação de liderança. Isso significa que cada pessoa deve dar uma volta na liderança do grupo. Todos devem concordar com este plano para que o grupo se una. No entanto, para eventos que ameaçam a vida, o grupo de sobrevivência deve confiar apenas em uma pessoa para liderá-los, não há tempo para contradições ou debates.

Um líder precisa ser capaz de avaliar a partir de seu próprio conhecimento, e as ideias sendo apresentadas por aqueles que os seguem. Se o membro que faz plantio tiver uma técnica para um manejo sustentável   o líder deve saber do que ele está falando para oferecer críticas, ou sugerir ideias que irão melhorar. Desta forma, os esforços e os recursos não são desperdiçados por uma má decisão.





1 - Grupo envolvido com a parte de logística e planejamento



O planejador



Apesar de muitos ignorarem esta posição, todos os grupos de sobrevivência precisam de um organizador capaz de lidar com a logística. Um planejador irá ajudar a controlar os recursos disponíveis, e ele se comunicará com o grupo quando os suprimentos forem baixos. Saberá quanto tempo durará a comida avaliando o nível de consumo do grupo. O planejador precisará encontrar maneiras dos suprimentos durarem. Precisará de uma estreita colaboração com o escoteiro do grupo para encontrar novos suprimentos ou, pelo menos, obter as substituições adequadas. Pessoas com habilidades de auditoria, conhecimento logístico, administração são escolhas boas.

O mediador: Ninguém parece considerar esse papel quando se trata de planejar um grupo de sobrevivência, algo ignorado por muitos. É de grande importância ter alguém que seja bom em resolução e negociação de conflitos, ajudar todos a resolver argumentos e disputas. Em um grupo de sobrevivência, ter um mediador é crucial para o sucesso da equipe. Ao lidar com o estresse e condições de vida severas, seu grupo vai desenvolver conflitos internos. Embora os conflitos não sejam necessariamente uma coisa ruim, e possam levar a mudanças funcionais, é essencial a maneira como o conflito é resolvido. Como o mediador pode restaurar a paz de espírito necessária para todos no grupo. Uma pessoa que se encaixa nesta posição é muitas vezes alguém que trabalhou no serviço ao cliente ou RH ou ambos. A resolução de conflitos é o que eles fazem melhor.

Comunicações - Se você tem alguém que é conhecimento de  rádio, será seu especialista em comunicações. Estará encarregado de garantir que as pessoas permaneçam em contato quando estiverem em missões de reconhecimento ou onde quer que vão.





2 - Grupo responsável pela segurança física



O caçador



Este é o fornecedor de alimento do grupo, e esta pessoa deve ter um vasto conhecimento quando se trata de caça, pesca e armadilhas. Independentemente da área em que o seu grupo vive, o caçador deve ter o equipamento, o conhecimento, e a experiência para trazer comida. Um bom caçador sabe como usar todas as partes dos animais para que nada seja desperdiçado. Mais importante ainda,  sabe como praticar a caça sustentável para evitar destruir a biodiversidade da região. Será ideal se o caçador também tiver conhecimento sobre  comestíveis em meio selvagens (plantas, raízes, insetos), e plantas medicinais.

O soldado


Pessoas com treinamento militar, os policiais, e até os guardas de segurança seriam os mais adequados para este cargo. Claro, é importante atribuir um Chefe de Segurança para que alguém seja responsável pelas atividades dessa equipe. Este é realmente o papel que não tem problema em ser preenchido, considerando quantos preparadores e sobrevivencialistas têm antecedentes militares ou de aplicação da lei. 




A força de segurança, obviamente, será responsável pela segurança da sua localização, mas há mais do que isso. É seu trabalho garantir que todos estejam seguros e protegidos, não só garantindo o perímetro, mas também explorando fora do perímetro para se certificar de que eles sabem o que está dentro de um certo raio da sua localização. Você está perto de comida e água? Existem outras casas ao seu redor e, em caso afirmativo, essas pessoas estão entrando em pânico? Saber o que está por aí, você irá prepará-lo para o que poderia vir em seu caminho.



3 - Grupo responsável pelos recursos de subsistência do grupo


Trabalhador Manual


Trabalhadores manuais,  alguém que conheça algo sobre como construir e reparar uma estrutura, alguém com conhecimento em mecânica, eletricidade, encanamento, ou habilidades de carpintaria. Há os trabalhadores padrão, e  há aqueles que são capazes de improvisar e fazer todos os tipos de truques MacGyver para criar algo  do nada. Esse é o tipo de trabalhador manual que você precisa em seu grupo de sobrevivência. Aquele que pode criar um sistema de coleta de água usando apenas uma fita adesiva e alguns tubos de PVC. Ter um bom trabalhador em seu grupo de sobrevivência irá ajudá-lo a construir abrigos resistentes e improvisar vários sistemas  que podem durar nos próximos anos, como um  especialista em energia alternativa. Alguém que pensa fora da caixa quando se trata de energia, painéis solares, moinhos de vento, rodas de água e outras coisas.
 

O fazendeiro: A pessoa responsável pelo cultivo dos alimentos consumidos pelo grupo. Uma pessoa que entenda técnicas de agricultura modernas, e tradicionais ou, pelo menos alguém que esteja disposto a aprendê-las. O agricultor tem um bom conhecimento de que tipos de plantas crescem melhor na área, sabe como organizar jardins para um sucesso durante todo o ano. Como criar animais de pequeno porte. Esse integrante também pode compartilhar seu conhecimento sobre a preservação de alimentos.

Bushcrafters/Sobrevivencialistas experientes: Pelo menos, um integrante da sua equipe deve ser capaz de fazer ferramentas e abrigos primitivos, fazer fogo entre outras coisas. Essa pessoa deve conhecer conhece bem a região, e sabe onde os recursos estão localizados. saber como explorar as áreas circundantes sem deixar uma trilha. Esse membro não passará muito tempo no acampamento. O tipo de pessoa que pode fornecer-lhe  material, ou suprimentos que  precisa se lhe for fornecido uma lista, e estará na melhor posição para alertar o grupo de ameaças.


Médico



Ter um médico treinado em tudo, desde cirurgia emergencial de batalha até com conhecimento de remédio com ervas seria o ideal. Mas como dificilmente pelas leis de probabilidade encontraríamos um médico amigo, que gostaria de fazer parte do seu grupo, um médico veterinário, ou enfermeira ou alguém com treinamento de atendimento de emergência, podem ajudar e muito. Eles sabem bem como lidar com situações de crise, e manter o foco na tarefa em questão. Ter uma pessoa dentro do seu grupo que tenha um vasto conhecimento em socorrismo é fundamental. Especialmente se o seu grupo tiver que se preparar para eventos extremos de longo prazo. O médico é aquele que mantém todos saudáveis ​​e que ajuda os membros a estabelecer mudanças na dieta. Os outros membros devem aprender com o médico para dispersar esse conhecimento que salva vidas. 

Como você pode ver, essa lista  é apenas o básico. Há muitas outras coisas que podemos adicionar, como os negócios de construção, ferreiro, armeiro, parteira entre outros. Uma vez que você tenha sua equipe básica,  pode pensar em adicionar qualquer outras habilidades que  ache necessário.




Formando o grupo



Conhecer pessoas e formar um grupo do Facebook ou outro fórum on-line com sobrevivencialistas e preparadores próximos a sua região, pode ser um ponto de partida. Se conhecerem, fazer amizades e posteriormente com o grupo pré-formado devem se encontrar para fazer atividade em grupo. Inicialmente levar seu time pelo menos duas vezes por ano. Em um segundo momento poderiam trabalhar até uma vez a cada três meses, e depois uma vez por mês. Um campo de treinamento mensal seria divertido e informativo para todo o grupo.

Praticar habilidades de sobrevivência com uma equipe não é apenas prudente, mas é praticamente obrigatório. Você aprende habilidades e truques um do outro, mas, além disso, você cria confiança em seu grupo. 

Treinamento cruzado para diferentes tarefas é importante. Dê um passo adiante, faça reuniões onde cada gerente do departamento faz uma apresentação ilustrando a sua tarefa. Uma reunião mensal dos gerentes de departamento ajudará a manter todos os membros do grupo conhecedores sobre o que está acontecendo. A apresentação não precisa ser elaborada, mas deve cobrir o básico no caso de ocorrência de uma súbita falta de pessoal.

Programe "fins de semana de sobrevivência" para que seu time possa sair para a floresta em algum lugar (ou pelo menos para um acampamento), e tentar a sobrevivência com cada vez menos suprimentos. Comece como uma viagem de acampamento pela primeira vez. Enquanto você está lá, descubra o que você embalou e depois decide o que você pode viver sem a próxima vez. Você realmente precisou do seu iPod, o travesseiro extra, ou  da cerveja? Cada passeio, torne mais difícil levando menos recursos prontos.

Quando agendar os encontros, não deixe que o clima o pare, se chover, vá de qualquer maneira. Você não acha que você sempre terá dias brilhantes, e ensolarados quando acontecer o cataclismo não é? Você deve planejar algumas estratégias quando estiver frio, por exemplo. Quanto mais difíceis forem os terrenos e as situações, mais forte será sua equipe. Não vá ao mesmo local, pois vai construir muita familiaridade, varie um pouco. Vá para as montanhas, o lago, mata. Em qualquer lugar que você possa pensar, isso lhe trará alguns desafios diferentes, e aprimorará suas habilidades para resolver problemas. 

Mas se você ou alguém que você conhece tenha uma ótima localização que você possa pensar em utilizar como abrigo quando "o caos" começar, poderia fazer o seu "campo de treinamento" de todos os tipos. Vá lá todas as vezes, realmente se familiarize com o terreno e a vida selvagem, e faça planos para o que  poderia fazer se  tivesse que acampar lá por um tempo em uma situação de emergência. Você pode até criar compartimentos, ou tubos com kit de sobrevivência, e enterrá-los ao redor da área caso você precise deles no futuro.





Integrantes que devem ser evitados



Infelizmente, a maioria das pessoas não são como nós, estão presos no sistema, e quando o sistema cair, irão cair com ele. Eles observam as notícias e lêem o jornal, o mesmo que nós, mas  não conseguem conceber que as coisas podem ficar bem ruim.

Um incidente vai trazer o pior nas pessoas. Quando a estrutura  desaparecer, as pessoas limitadas mudarão rapidamente, a maioria para o pior. Lembre-se você não é assistente social, psicólogo,  ou pai de ninguém, o objetivo do grupo é proteger a integridade de todos, inclusive das esposas e crianças presentes, não havendo tempo de ensinar ou domesticar marmanjo, ou colocar um barril de pólvora ambulante no meio de todos.

Veja os perfis a serem evitados ou descartados:




Descontroladas: Por mais que a pessoa seja hábil, possua equipamentos, e seja um profissional de segurança há anos, se  tiver alguns desequilíbrio mental, bipolaridade, dependência química, ou seja alcoólatra pode se tornar um grande perigo para todos. Quando se sentir oprimido, ou confrontado pode estourar de uma forma catastrófica. Sem dúvida ninguém quer isso em uma situação que já está caótica.

Preguiça: Haverá muito trabalho para todos fazerem, e a última coisa que se precisa são de pessoas que necessitam ser supervisionadas. Se alguém é preguiçoso, ou apenas faz o que lhe é pedido, todos os outros acabarão por se ressentir.
 

Egocêntrico: Algumas pessoas pensam que tudo é sobre elas, tem que ser para elas, e esperam que todos os atendam. Essas pessoas não servem para trabalhar em equipe. Servem apenas para causar problemas, serão penas serão desperdício de  recursos. Até mesmo roubando coisas que pertencem aos outros, quando não estiverem vendo. 




Obras indicadas:













Conclusão


Como vimos uma equipe em uma situação de crise social de grande duração é inevitável. Recursos, planejamento e habilidades diversificadas fazem toda a diferença. Mas montar um grupo requer cuidados em relação aos perfis dos membros, e também selecionar as habilidades necessárias para a manutenção do grupo a longo prazo, assim como seu desenvolvimento. E  após formar uma equipe, o  treinamento é necessário, até mesmo para conhecer melhor  a natureza  de cada membro sobre pressão, já que certas pessoas não foram feitas para o trabalho em equipe. As habilidades acima elencadas para membros de grupos  um esboço básico, crie sua lista de habilidades que  acredite ser mais completa para seu grupo, não deixe para ultima hora.



Dúvidas? sugestões? Deixem nos comentários. Se gostaram deem um curtir e compartilhem. E não esqueçam de clicar em um dos anúncios para nos ajudar a continuarmos com nosso trabalho. Muito obrigado.
 

E não esqueça de  visitar nossa biblioteca sobrevivencialista virtual, clicando na imagem abaixo:

 

http://www.centrodeestudomars.com/p/blog-page.html

 

Prof. Marcos Antônio Ribeiro dos Santos

 

Colaboração:

Dr. David S.

 

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...