quinta-feira, 31 de maio de 2018

Sobrevivencialismo Urbano: Quando os três poderes estão infectados



Nosso país vive um momento de caos na sua administração e na segurança publica, o pais em um estado de guerra urbana, centenas de agentes de segurança mortos por ano. Sessenta mil pessoas vítimas de homicídio. Mas mesmo nesse cenário, com oitenta e três facções criminosas em todo país, os profissionais continuam trabalhando e efetivando milhares de prisões, e apreendendo toneladas de drogas e armas do tráfico.


Porém com uma legislação fraca, e dezenas de benefícios juntamente com a audiência de custódia, praticamente é uma luta inglória. Os policias em sua maioria saem da audiência de custódia já respondendo por tortura, já que a declaração dos réus contra os agentes de segurança que os prenderam são colhidos como verdadeiros. Vemos vários funcionários dos três poderes: executivo, legislativo, judiciário aparecem em noticiário com envolvimentos com todo tipo de crimes, comprometendo a base de toda estrutura de nossa sociedade. Fora toda uma doutrinação voltada a desconstrução cultural cada vez mais presente e apoiada por partidos governistas manipulando e alienando a consciência do cidadão. Será que ainda existe legalidade, justiça e execução dos princípios constitucionais? E os agentes de segurança, até quando vão ser imolados em benefício de um esquema pérfido?   Estarmos cientes da infecção dos três poderes é necessário, esses são assuntos que para nós Sobrevivencialistas, combatentes urbanos e preparadores é de estrema importância já que abordam o nosso meio.  




Desconstrução da consciência Moral  e Cívica



Todas as questões de desconstrução cultural, religiosa de gênero, é importante para você criar um nação sem caráter e que fique mais fácil controlá-la, podemos ver isso em diversos regimes fascistas e comunistas. A despersonalização do indivíduos, e tornando o povo igual no nível mais baixo, aculturado, sem a propriedade privada, sem identidade, sem ambição.


Podemos ver a situação do nosso país, desemprego, violência, falência no sistema de  saúde e ensino, e ainda sim, uma grande massa glorifica a possibilidade de poder viver sem trabalhar e ainda sim poder usufruir do poder de compra por meio de sistemas de bolsas. Diante dessa alienação cultural bem orquestrada, fica fácil criar um sistema político onde o roubo e a corrupção, não encontrem resistência. A segurança pública assim como os demais serviços públicos (escola, hospitais...) existem funcionam apenas um cenário teatral, para dar ilusão de profundidade e formalidade a um sistema hedonista regado a pão e circo.


E consequentemente os agente de segurança são apenas figurantes nesse grande espetáculo de fantasia socialista. Onde eles não podem e nem devem agir, devem apenas aparecer, para as pessoas saberem que existem e se sentirem seguras.










Executivo



Sem sombra de dúvida, o nosso poder executivo está apodrecido em toda sua estrutura como provou a operação Lava Jato, nós vimos dois vice presidentes serem denunciados por organização criminosa e o atual presidente não muito melhor no envolvimento de todo o esquema em Brasília.  Podemos dizer com toda certeza que não é interessante para a maioria envolvida no esquema que exista uma policia forte que possa agir.

Lula e Dilma são denunciados por organização criminosa. Janot denunciou ainda ex-ministros de ambos os governos





Legislativo





Em um país com um número quase totalitário de políticos corruptos para que interessaria voltar em projetos de leis que fortaleceriam a policia ou que protegessem a população. Seria mais interessante possuir uma legislação antiga como o nosso código penal de 1941. E criar leis que enfraqueça o povo e aumente a força do crime organizado. O que realmente sabemos de fato , por um motivo não explicado, é dos inúmeros projetos de leis que beneficiam os presos e que prejudicam o poder de polícia. 




Veja algumas legislações selecionadas abaixo, são no mínimo estranhas pois em nenhuma vemos a preocupação com a segurança do servidor público ou com a população. Por que? essa é com certeza uma questão que está na mente de cada cada cidadão de bem.


_________________________________________________________________________________

Estatuto do Desarmamento é uma lei federal que entrou em vigor no dia seguinte à sanção do então presidente, Luiz Inácio Lula da Silva, no dia 23 de dezembro de 2003. Trata-se da Lei 10826 de 22 de dezembro de 2003, regulamentada pelo decreto 5123 de 1º de julho de 2004 e publicada no Diário Oficial da União no dia seguinte, que "dispõe sobre registro, posse e comercialização de armas de fogo e munição (...)"



O PLS 513/2013 resultou de um anteprojeto elaborado por uma comissão especial de juristas e, como medida principal veda a acomodação de presos em número superior à capacidade do estabelecimento penal . De acordo com a proposta, toda vez que o estabelecimento penal atingir a capacidade, deve ser instaurado mutirão para verificar a situação dos presos ali recolhidos. Se, ainda assim, a lotação não for normalizada, aquele que está mais próximo de cumprir a pena tem a liberdade antecipada.


_________________________________________________________________________________

O deputado federal Romário (PSB-RJ) apresentou o projeto de Lei 8152/2014, nesta quarta-feira (26), que acrescenta artigo ao Código Penal e tipifica como crime a famosa “carteirada”. O agente público que utilizar o cargo ou a função para se eximir de cumprir obrigação ou para obter vantagem ou privilégio indevido poderá pegar de três a um ano de detenção, diz o texto.

_______________________________________________________

Manifestante é detido na avenida Paulista, na área central de São Paulo, por violência e desacato a autoridade...

STJ decide que desacato a autoridade não é mais crime.  A Quinta Turma do STJ (Superior Tribunal de Justiça) decidiu nesta quinta-feira (15) que desacato a autoridade não pode ser considerado crime porque contraria leis internacionais de direitos humanos. 
__________________________________________________________________________________
  
O projeto de lei 182/15, do deputado Carlos Minc (sem partido), regulamenta procedimentos que devem ser adotados pela autoridade policial nas ocorrências dos chamados autos de resistência. De acordo como o texto, algumas ações deverão ser feitas, obrigatoriamente, pelo policial, como a solicitação imediata de equipe de apoio para isolamento e preservação do local da ocorrência, e, em caso de lesão corporal, o socorro à vítima deverá ser feito somente por equipe médica do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU). O policial reincidente, pela proposta, será afastado das funções por um ano.



________________________________________________________


STF decide que preso tem direito a indenização por condições precárias em cadeia. O Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu hoje (16) que presos em situações degradantes têm direito a indenização em dinheiro por danos morais. Por unanimidade, a Corte entendeu que a superlotação e o encarceramento desumano geram responsabilidade do Estado em reparar os danos sofridos pelos detentos pelo descumprimento do princípio constitucional da dignidade da pessoa humana.




Judiciário



É  muito confuso que centenas de policiais que trocaram tiros com criminosos  verem na manhã seguinte verem os mesmos serem liberados na audiência de custódia.  E ainda por cima esses agentes públicos saem das audiências já com um processo de tortura devido o uso de força excessivo que geralmente os presos fala. Só esse ano vimos muitos casos estranho em todo país. Juízes comprando café da manhã para presos e ordenando que policiais militares os servissem. Casos de policiais militares que vão ter que pagar salário mínimo para os presos por excesso de força física.

 

Policiais sendo presos por impedirem roubos em horário de folga, e ainda policiais que estão respondendo por homicídio doloso por que o laudo do fuzil do criminoso deu como resultado que o criminoso não tinha disparado fuzil sendo assim a promotoria chegou a conclusão que o policial atirando primeiro antes do criminoso ele não se defendeu, mas sim executou.


São inúmeros os casos de punição contra os policiais. Por outro lado, em dois anos, as audiências de custódia analisaram ao menos 200,8 mil detenções no país. Desde fevereiro de 2015, a maioria dos casos (54,4%) resultou em prisão preventiva e os demais em liberdade (45,6%), segundo dados acumulados até fevereiro.




Alguns casos de Juízes envolvidos que foram suspeitos de estarem envolvidos com o crime organizado abaixo:



O juiz Luís Carlos Honorio de Valois Coelho


O juiz Luís Carlos Honorio de Valois Coelho está sendo acusado pela Policia Federal de ter ligação com a facção Família do Norte (FDN).



______________________________________________________________________________




TJ afasta juízes suspeitos de vender habeas



TJ afasta juízes suspeitos de vender habeas corpus a presos no Ceará



Segundo denúncia, juízes recebiam até R$ 150 mil para soltar bandidos nos plantões do Tribunal de Justiça do Ceará.  As investigações da 'Operação Expresso 150' tramitam originariamente no Superior Tribunal de Justiça (STJ), sob a relatoria do Ministro Herman Benjamin (Foto: Dida Sampaio/Estadão Conteúdo)


 _____________________________________________________


Ao condenar 23 réus do processo principal da Operação Furacão, realizada em abril de 2007, a juíza Ana Paula Vieira de Carvalho, da 6ª Vara Federal Criminal do Rio, acabou reconhecendo o recebimento de propinas pelo ministro do Superior Tribunal de Justiça, Paulo Medina, e pelo desembargador do Tribunal Regional Federal da 2ª Região, José Eduardo Carreira Alvim, ambos aposentados compulsoriamente pelo Conselho Nacional de Justiça.


_______________________________________________________


Juiz envolvido em venda de sentenças no RN é condenado a aposentadoria Conselho Nacional de Justiça decidiu pela aposentadoria compulsória do juiz José Dantas de Lira


  Juiz José Dantas de Lira


______________________________________________________


Procurador preso teria negociado propina para vazar investigação à JBS


Procurador da República estava na força-tarefa de três operações relacionadas à companhia. Para Rodrigo Janot, sucesso da operação tem “gosto amargo” para a PGR

 O procurador da República Ângelo Goulart Villela, preso é suspeito de negociar propina para vazar informações de investigações sobre a JBS. O episódio levou o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, a declarar que o sucesso das operações desta manhã teve um “gosto amargo” para a Procuradoria-Geral da República (PGR).






Boi de piranha



Boi de piranha é uma expressão popular brasileira que designa uma situação onde um bem menor e de pouco valor é sacrificado para que em troca outros bens mais valiosos não sofram dano. A expressão origina-se do meio pecuarista, em referência a uma situação onde criadores de gado, ao atravessar um rio infestado de piranhas, abateriam um dos touros, já velho e/ou doente, atirando seu corpo, sangrando, ao rio, para atrair os peixes carnívoros enquanto os peões cruzavam o rio com o restante do rebanho.



 Aqui ao que parece encontramos a mesma situação, devido o caos em que o cidadão está vivendo é necessário que ele sinta ainda que seja ilusório, a sensação de segurança dada pela presença de agentes de segurança circulando pelo meio social, ainda que eles estejam com mordaças e amarras legais, sendo alvo da mídia, e de membros de Ongs e associações voltados a direitos humanos.  Sendo tratados como objetos dispensáreis pelos administração públicos, os nossos heróis estão ali simplesmente para levar a culpa se fizerem alguma coisa que chame a atenção ou serem mortos e terem as suas vagas completadas em concursos.


Assim os verdadeiros responsáveis pela situação do país podem transitar livres no rio da impunidade e passarem despercebido em meio a tanto medo e caos.




Alguns casos interessantes abaixo:



 Ex-diretor de entidade de Direitos Humanos é condenado a 16 anos de prisão por elo com o PCC. O ex-vice-presidente do Condepe (Conselho Estadual de Defesa dos Direitos da Pessoa Humana), Luíz Carlos dos Santos,44 anos, foi condenado a 16 anos e dois meses de prisão. Ele foi acusado de receber R$ 5.000 mensais do PCC (Primeiro Comando da Capital) para divulgar a organismos nacionais e internacionais falsas denúncias de violência impostas pelas forças de segurança do Estado. Santos está preso desde novembro do ano passado, quando foi deflagrada a  Operação Ethos, desencadeada pela Polícia Civil de Presidente Prudente.


A operação, batizada de Ethos, aconteceu simultaneamente em cerca de 20 municípios.  Mais de 3 suspeitos já haviam sido presos  que serviam de pombos correios para facção criminosa e ainda levantavam endereços residenciais de policiais para planejamento de execuções:




A Ordem dos Policiais do Brasil (OPB) divulgou um dado preocupante. Esses dados acima se referem a 2017. Em 2018 só no Rio de janeiro já foram mortos 48 policiais. A matéria reforça a afirmação do presidente do Sindipol/ES, Jorge Emílio Leal, de que a polícia é um das profissões mais perigosas do Brasil. Em relação a sindicatos, não precisa dizer que ao que parece muitos diretores de sindicatos policiais pensam que são modelos e adoram tirar fotos juntos com autoridades.  E nessas fotos que estão nas revistas e jornais dos sindicatos revelam bem de quem eles estão do lado.






Conclusão


“Si vis pacem, para bellum” é um provérbio latino. Pode ser traduzido como: "se quer paz, prepare-se para a guerra." Ou seja, se o cidadão brasileiro quer que seus filhos e demais familiares voltem para casa em segurança, é bom pensar no que pode contribuir para mudar o quadro atual e arregaçar as mangas. Não adianta achar que é caso de policia o que vem acontecendo na segurança pública, é problema de má administração. Os profissionais estão trabalhando de maneira precários, muitos sem salários, e ainda estão morrendo, com uma legislação fraca e incoerente.

A mudança desse quadro tem que ser lá de cima da administração pública por meio de manifestação popular. Ter nosso direito de legítima defesa resgatado. E conquistar o direito de andar em segurança nas ruas. Pois a qualquer momento qualquer um pode ser tornar um numero dentro dos 60.000 mortos em homicídio anualmente. Intervenção militar poderia ser uma resposta a curto prazo, mas a médio prazo precisaríamos mudar totalmente nossas legislações, e a longo prazo mudar toda estrutura de nosso país. Para geração de empregos, melhora na educação e na saúde e aumentar a circulação de dinheiro em nosso país. Estamos em uma situação quase irreversível. Seja cidadão se mobilize, e participe da mudança o quanto antes.


Dúvidas? sugestões? Deixem nos comentários. Se gostaram deem um curtir e compartilhem. E não esqueçam de clicar em um dos anúncios para nos ajudar a continuarmos com nosso trabalho. Muito obrigado.

  

E não esqueça de  visitar nossa biblioteca sobrevivencialista virtual, clicando na imagem abaixo: 


http://centrodeestudomars.blogspot.com.br/p/biblioteca.html


Prof. Marcos Antônio Ribeiro dos Santos

  

Colaboração:

 Dr. David S. 

 

Conheça Também:

Conheça nosso Canal no Youtube:

Conheça nosso canal do Facebook:

 

Trailer do Canal:



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...