sexta-feira, 13 de julho de 2018

Autodefesa não é receita de bolo: Decorar Técnicas X Pratica e Aplicação Real


Autodefesa não é receita de bolo. Pode parecer óbvio dizer que Auto Defesa requer prática, mas infelizmente, muitas artes marciais que se vendem como autodefesa ensinam milhares de técnicas bonitas e pouco efetivas, e aulas sem um mínimo de aplicabilidade técnica. Tem muitas pessoas que chegam a se graduar sem nunca terem feito uma luta. Enquanto em outros estilos tem combate toda aula ou pelo menos uma vez por semana.

Nessa postagem vamos ver a importância  da prática constante de técnica de combate, e o quanto pode ser perigoso essa ideia de aprender uma quantidade absurda de técnicas teóricas, sem nunca colocar em prática. E ainda que técnica, pratica e determinação são os pilares da autodefesa.





Teoria, Pratica e Determinação



Considero teoria, prática e determinação  como os fundamentos para  montar a sua autodefesa. O problema é quando procuramos por técnicas para autodefesa, nos deparamos com desmembramentos desses fatores. Algumas artes marciais possuem a necessidade absurda de decorar, e acumular milhares de técnicas, e não treinam de maneira prática. Como se por mágica ou feitiço acreditam que a  simples repetição do movimento pré estabelecidos no ar, ou na frente do espelho será suficiente para derrubar qualquer um.  Infelizmente  os praticantes nunca percebem que as técnicas que estão aprendendo nunca foram usadas nas ruas, nem pelo seu professor, nem pelo antecessor, ou o antecessor desse. Somente se dará conta quando estiver em apuros, e isso infelizmente pode resultar até mesmo na morte do praticante.

Imagine se você quisesse ser um atleta do boxe, ou do MMA e seu professor colocasse você na frente do espelho para você treinar os golpes e deixa-los visualmente perfeitos, e depois de quatro meses apenas com esse treino no espelho e sombra, ele te levasse para um campeonato. Logicamente seria um massacre, e acredite ou não eu presenciei uma situação desse tipo, só que no caso era Sanda.  No final, o rapaz saiu de lá com o rosto todo inchado, sem ter esboçado uma única reação, mal conseguia abrir o olho. O professor não se importava com as consequências dos seus atos, nem com seu nome, tanto que tempo mais tarde acabou sendo expulso da Associação por motivos mais graves.

Teoria e prática para autodefesa e determinação são inseparáveis. Técnicas  e teorias  sem prática não é nada. O mesmo em situação inversa, apenas prática vai tornar a aula apenas em pancadaria sem sentido. Onde os alunos apenas sairiam lesionados, e ainda achando que autodefesa não é para eles e desistiram. É necessário coerência, se você quer ser professor de autodefesa a teoria tem que visar a praticidade da técnica para o aluno saber aplicar. E a prática tem que buscar seguir  o ensinamento teórico. Imagine você socando com a mão torta sem ninguém para te orientar, luxação é o mínimo que poderá acontecer. E finalmente a determinação do aluno, saber exatamente o que quer e por que procurou autodefesa, e exigir o melhor de si.



A imagem acima se refere a um caso divulgado a algum atrás na internet mostrou o professor Fernando Nogueira que socava a cabeça dos seus alunos, dizendo ao site "UOL" sobre o método utilizado nos treinos:


"Sei do limite dos meus alunos, aquilo é feito com cuidado. No vídeo, percebi que as pessoas estão dando muita ênfase em uma pessoa que está falando, como se estivesse narrando. Eu nem percebi na hora, estava focado em não machucar ninguém. Ali, todos estavam de protetor bucal, e eu evitei golpes na região do nariz e do queixo, que sei que causam lesões. Pode parecer que são socos extremamente fortes, mas é por isso que é um professor que fez. De fora, pode chocar, infelizmente."
 

Link da notícia aqui: http://sportv.globo.com/site/combate/noticia/2015/05/munil-adriano-abomina-metodo-de-professor-e-revela-surpresa-com-video.html


Isso é uma tremenda ignorância, ataque é a melhor defesa, não existe calejamento de rosto. O que existe é que a cada soco células nervosas do cérebro sofrem  lesão que podem ser temporária ou não, e deixam de funcionar. Os edemas resultantes  podem levar a morte ou coma, e a morte das células nervosas em grande quantidade resultam ao longo dos anos em doenças degenerativas. Para você ser um bom professor de autodefesa tem que sempre primar pelo treinamento técnico através da  prática em suas aulas. Contudo não esquecendo que deve haver equipamento de segurança para que seus alunos se machuque. Fazer simulações próximo do real, não é lesionar os seus alunos de verdade, ao contrário você deve mostrar como ele deve machucar e sair ileso, ou pelo menos com o mínimo de lesões possíveis.

Seus alunos sempre devem usar equipamentos para suas seguranças, e para poder usar as técnicas próximas do real de forma segura,  sem nenhuma lesão séria.


Quando for montar sua autodefesa, ou dar aula lembre-se que ela deve se basear nesses três fatores: Na técnica que é importante pois encabeça todo o sistema da sua autodefesa. Depois vem a prática das técnicas, para se transformarem em movimentos instintivos, quando forem necessários. E finalmente na base da pirâmide deve estar a sua determinação. Ou seja, a sua dedicação e a conscientização de fazer o que for preciso usando o seu  primitivismo, brutalidade,   e violência para salvar a sua vida e de sua família. Agora vamos ver cada um deles:




Técnica: Conjunto de processos e meios práticos específicos para uma atividade. Know-how, habilidade de alguém na prática de uma atividade. 

Treinamento com equipamentos é essencial: saco de treino, manoplas,  pushing, só assim o cérebro vai absorver a a técnica de forma instintiva.

Conhecimento do seu metabolismo, como seu corpo reage ao estresse;

Conhecimento da biomecânica humana, para aprender a potencializar os seus golpes, sem se ferir;

Conhecimento das fases de pré-agressão e uso progressivo da força;

Condicionamento  física, essencial o treino cardiovascular;

Treinamento de chutes e mãos; 

Treinamento com bastões, lâminas e armas improvisadas:

Treinamento contra armas faca, armas para situações extremas;

Treinamento contra vários atacantes (visualizações específicas e exercícios mentais); etc ...

Prática:  A verdadeira prática de autodefesa reúne uma quantidade de capacidade técnica essencial para  a sobrevivência em situações de combate extremos que podemos encontrar em cenários reais. O treinamento permanente de estimulo resposta para que o cérebro responda rapidamente de maneira rápida e reflexa as variações e mudanças nas condições de segurança a sua volta.

Determinação: É o ato de vontade, decisão ou resolução. Qualidade, atitude de alguém determinado, resolvido. Como determinação é uma base muito importante, pois é a motivação de quem procura a autodefesa e representa o topo da sua defesa, vamos falar da determinação em um tópico próprio a seguir. 


 

A alma da autodefesa: Determinação


Prática e teoria é obrigação do professor de autodefesa, porém determinação para fazer o que é preciso vem do coração do aluno. Uma vez num fórum falei sobre a importância da violência em um caso de vida ou morte, um dos participantes disse que era desnecessário tal argumento enaltecendo a violência,  já que pra quem quer se defender é só, segundo ele,  fazer Krav Maga ou Silat. Como sempre a maioria das pessoas acham que aprender autodefesa é como comprar uma varinha mágica, que é só usar em um momento de perigo e tudo dará certo. O que faz a diferença entre quem é estuprado ou não, ou quem vive ou quem morre é a pessoa estar disposta a fazer o que é preciso fazer para se salvar e a sua família. Autodefesa é coisa séria, seu seguro de vida, não é uma coisa para exibir na escola, para o adolescente conquistar a menina mais bonita. Esse pensamento é imaturo. 

Autodefesa é para você fazer o que é preciso de forma inesperada, brutal e extremamente violenta. Imagine alguém invadindo a sua casa a noite. Será que movimentos mecânicos aprendidos, sem uma determinação usar de violência irá resolver o problema? Não seja idiota, não existe autodefesa perfeita, o que existe é sua vontade de sempre aprender, se aprimorar, e ser capaz no momento certo  defender a sua vida, virar uma máquina de matar. Nas ruas é  fazer o que é preciso para se salvar e a sua família. Lembre-se: Prática e teoria é obrigação do professor, porém determinação para fazer o que é preciso vem do coração do aluno. Muitas pessoas nunca praticaram nada na vida, mas já espancaram várias pessoas durante toda sua vida. Em campinhos de futebol, bares , baladas. E ainda tem aqueles que também nunca praticaram nada, mas já mataram e feriram várias pessoas com agressão a faca, tendo um grande histórico criminal.

Então não vá em conversa de qualquer pessoa sobre qual é a melhor autodefesa, procure e pesquise, faça aulas para conhecer, e o mais importante você pode aprender Kali Silat, Krav Maga, Sambo, keysi, kombato ou qualquer outra autodefesa, mas se não estiver preparado para rachar crânios e rasgar artérias, de nada vai adiantar.

Abaixo estarei disponibilizando novamente um ótimo programa para estudar anatomia humana  em 3D, aproveite:





Programa para Estudar Anatomia Humana





O Human Anatomy Atlas é um programa muito bacana para estudantes de medicina ou até mesmo profissionais que já atuam nesse segmento e desejam ter um livro de consultas gratuito que caiba no seu bolso. Ao todo, o software oferece 169 imagens altamente detalhadas e mais de 1000 nomes de estruturas musculares e esqueléticas.


Com uma interface bastante simples, o programa possibilita uma navegação fluida por todo o seu catálogo de ilustrações científicas e a possibilidade de marcar páginas como favoritas facilita ainda o acesso à um conteúdo específico. O melhor de tudo: não é necessário estar conectado à internet para estudar. Clique na imagem abaixo e baixe. Bons estudos.


https://www.mediafire.com/file/bw9jrdt9lkj8nse/Universitario+da+Depress%C3%A3o+-+Visible.Body.Human.Anatomy.Atlas.v7.4.01-DVT.rar

Obras indicadas:

Livros:




Filme:

Ótimo filme: mostra o rapaz que é vítima de um grupo de jovens valentões e faz uma verdadeira jornada conhecendo todo tipo de professores canastrões, até um dia acaba conhecendo acidentalmente um mercenário que ensina que na rua a conversa é outra...

 
Conclusão


Hoje conhecemos a trindade da autodefesa: técnica, prática e determinação, e vimos que os três devem estar presentes. Técnica sem prática mata o aluno. Prática sem técnica é apenas pancadaria sem sentido, e técnica e prática sem a determinação do praticante é apenas perda de tempo. Pois nem a melhor das autodefesa vai ajudar alguém que tenha travas morais de causar danos extremos contra quem quer machucar a sua integridade física e de sua família. Procure sempre equilibrar os três, e observe seus professores, não se prenda a eles e sim no aprendizado. 

Muitos instrutores podem ser boas pessoas, e até mesmo bons amigos, mas podem não ter vocação para ensinar, ou mesmo nem conhecimento dos cenários reais.  Pratique sempre, não espere o lobo aparecer.



Dúvidas? sugestões? Deixem nos comentários. Se gostaram deem um curtir e compartilhem. E não esqueçam de clicar em um dos anúncios para nos ajudar a continuarmos com nosso trabalho. Muito obrigado.

  

E não esqueça de  visitar nossa biblioteca sobrevivencialista virtual, clicando na imagem abaixo: 


http://centrodeestudomars.blogspot.com.br/p/biblioteca.html


Prof. Marcos Antônio Ribeiro dos Santos

  

Colaboração:

 Dr. David S. 

 

Conheça Também:

Conheça nosso Canal no Youtube:

Conheça nossa página no Facebook:

 

Trailer do Canal:

 

 

 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...