quinta-feira, 9 de agosto de 2018

Combate Urbano: Encontrando sua força na deficiência




Neste artigo vou falar sobre autodefesa para pessoas com deficiência. Como sabemos os predadores urbanos sempre visualizam dentre a multidão alvos "aparentemente" mais frágeis. E devido a isso tem muitos professores de arte marcial que vendem pacotes de cursos de autodefesa específico para mulheres e deficientes físicos que geralmente tem a duração de um final de semana. Mas será que existe a necessidade de criar um curso separado, e especifico para deficientes? Ou será que o professor deveria saber adequar a técnica as necessidades de cada aluno independente se é homem, mulher, novo, velho, gordo, magro, forte, fraco, alto ou baixo. Uma vez que os perigos da rua não respeitam diferenças entre as pessoas. E ainda a bem da verdade todos temos de  alguma deficiência em relação aos nossos adversários nas ruas: idade, peso, numero de adversários, armado entre outras coisas.

Então hoje nessa postagem vamos falar sobre como funciona a autodefesa para deficientes, e o mito de se criar cursos relâmpagos para pessoas com necessidades especiais.





Nós não somos a mesma pessoa que éramos ontem


Temos que ter em mente uma coisa: Autodefesa é uma ciência que busca por meio de diversas áreas a segurança, e a sobrevivência do indivíduo no dia a dia. Matérias como uso progressivo de força, prevenção, segurança residencial, anatomia humana, criminologia, combate, conhecimento de uso e manuseio de  arma de fogo entre outros. Autodefesa é uma área séria, e nada tem a ver com filmes chineses de ação. Requer do profissional conhecimento na área de segurança e capacidade de transmitir o seu conhecimento e adaptar os conceitos, técnicas, e praticas a seus   alunos. Cursos caça níqueis de um fim de semana, além de não preparar o aluno, ainda o prejudica lhe passando a falsa sensação de segurança, achando que é só fazer algumas torções e movimentos especiais e o inimigo vai sair rodopiando no ar. Imagine criar um curso separado pra quem tem obesidade, ou um curso pra quem é canhoto, são ideias inconcebíveis.


Certa vez um aluno de Bruce Lee lhe perguntou se ele poderia ficar bom algum dia igual ao seu mestre, devido as suas deficiências. Bruce lhe respondeu que ele mesmo tinha deficiências, era míope e se não fosse os óculos praticamente nem enxergaria as pessoas a sua frente, e que também havia nascido muito pequeno, e tinha asma, mas nada disso importava. a lição valiosa que ele passou a seu aluno é que a chave é a determinação. Determinação para qualquer pessoa que queira se proteger na rua e a sua família é a base da autodefesa, e determinação também é superar as suas dificuldades. Somos todos deficientes de alguma forma. Bursite, miopia, as próprias limitações com a idade, afinal não somos a mesma pessoa que éramos ontem. Mudança é a engrenagem com que a vida trabalha, e a entropia é uma certeza.  Ficamos velhos, doentes, feridos, com excesso de peso, e de alguma outra forma nunca estamos plena forma física continuamente. Há algumas coisas que podemos fazer muito bem, e outras nem tanto. Daí a necessidade de praticar a verdadeira autodefesa, para que até uma senhora de 86 anos, ou uma mãe de dezoito anos sozinha com o bebê de três meses possa confrontar um criminoso em sua casa, como pode ser visto nos dois vídeos abaixo:






Treinar autodefesa é entender e aceitar a responsabilidade pela sua vida e de seus dependentes, e a sua pratica ajuda a afastar  o manto de vitima. Então apesar de nossas deficiências, e de não sermos a mesma pessoa de ontem, devemos ter a coragem e aceitar e aproveitar nosso estado de prontidão física e mental de sobrevivencialista, e combatente urbano e  adaptar outros recursos para alcançar o mesmo objetivo. Com isso em mente, não importa se você é homem, mulher, deficiente, mais velho, baixo etc. O processo de exploração e avaliação é o mesmo para todos: Descobrir o que funciona e se concentrar nele. Então o sistema de autodefesa também é  voltado  para pessoas com deficiência. Em defesa pessoal, como na vida, é nossa responsabilidade descobrir o que fazemos melhor, e concentrar nossos esforços no desenvolvimento desse talento. Ou transformar desvantagens em vantagens. Quantos homens e mulheres deficientes superam as sua deficientes participando até de paraolimpíadas?



Claro, pessoas com deficiência, mulheres e idosos tendem a ser vitimados com muito mais frequência do que outras pessoas pela "percepção que a sociedade tem". Os níveis de risco podem ser elevados para aqueles que têm limitações físicas ou deficiências. Mas nunca vista a camisa que a sociedade lhe impõe, não aceite em sua mente rótulos, não se coloque em uma categoria de velho, pequeno, jovem, deficiente, homem ou mulher. Você é uma pessoa com ativos específicos. O propósito do Sistema de Treinamento de Defesa Pessoal é ajudá-lo a crescer, e se adaptar em toda a sua vida.


Quando você tem um jeito de se defender, pode se sentir muito mais confiante e com menos medo à medida que passa pela vida, aonde quer que ela leve você.




Técnicas: 



Para qualquer pessoa independente de sua condição física deve entender que noventa por cento da autodefesa é prevenção, já que estamos falando de coisa séria, violência urbana e não briguinha de criança em pátio de escola. Pode parecer estranho mencionar isso, mas um grande número de pessoas treina alguma arte marcial imaginando que vão usá-la publicamente, e todos vão ficar admirados, como se estivesse em um filme. Parte disso é culpa de muitos professores que inventam histórias onde lutaram contra criminosos na rua várias vezes. O primeiro passo para se manter seguro é saber como evitar problemas em primeiro lugar,  evite se envolver em lugares ou situações onde as ameaças são mais prováveis ​​de ocorrer. Embora situações perigosas ainda possam surgir, a prática da prevenção pode pelo menos minimizar sua probabilidade.

Depois deve-se entender o conceito do uso progressivo de força que vai desde a a capacidade de negociação em um embate para evitar o confronte até o confronto letal em ultima instância. Algumas  medidas preventivas e proativas que você pode adotar:

Mantenha as portas do carro e as portas da casa trancadas;

Não abra sua porta para estranhos, e se você abrir a porta, saia para cumprimentar onde os vizinhos poderiam ver a interação. Nunca deixe a pessoa dentro de sua casa;

Invista em um sistema de segurança residencial, os melhores modelos funcionarão mesmo se a energia de sua casa for cortada;

Quando  atender a porta, tenha um telefone ou celular na mão. Isso indicaria ao possível potencial ladrão ou atacante que você poderia chamar a policia a qualquer momento;

Esteja sempre ciente ao ambiente a sua volta. Não se distraia ao caminhar até o seu carro em um estacionamento, isso pode fazer de você um alvo em potencial;

Bastões, bengalas e outros dispositivos auxiliares podem ser usados ​​em qualquer momento como um mecanismo de autodefesa.Procure ajuda de um instrutor de autodefesa qualificado que possa fornecer orientação com base em suas necessidades individuais.  Use sua bengala como um bastão para acertar os joelhos, abdômen, canela, tornozelos, queixo ou região pélvica. Na verdade, eles até vendem “bastões de combate” e “bengalas de autodefesa”, inclusive com punhais escondidos em seu interior;





Se você precisar estar em uma área da cidade com problemas de criminalidade, ou se encontrar em um território desconhecido à noite, peça a um ou mais amigos ou colegas de trabalho para acompanhá-lo Minimize o risco, use o bom senso e evite áreas que você acha que o colocariam em perigo;

Sempre carregue um celular com o 190 programado na discagem rápida;

Conheça e ensaie comandos verbais assertivos. Pratique dizendo o que  quer que as pessoas faça em uma voz de comando”. Frases curtas como “Deixe-me em paz!”, “Saia agora!” E “Afaste-se! Fique longe de mim! ”São frases para usar que podem ajudar a desencorajar uma pessoa ameaçadora de agredi-lo, pois além de ver que você não é uma vitima ainda chamará atenção do publico a sua volta.


Faça cursos de manuseio de arma de fogo, bem como técnicas de tiro defensivo e ofensivo, com profissionais gabaritados .E aprenda a ocultar a sua arma de forma a saca-la rapidamente caso sinta alguma ameaça se aproximando.




Transportar dispositivos de segurança como armas de choque e Spray e outros dispositivos de segurança pessoal é bom, mas desde que você tenha um plano B, pois muitos valentões e criminosos tem alta resistência a dor, e podem ficar ainda mais furiosos e avançar com tudo pra cima de você.




Kit de autodefesa: Sempre carregue seu EDC de autodefesa, se  for cadeirante poderá pensar em uma forma de ocultar os itens para surpreender seu agressor;


Fiel escudeiro: Os cães podem ser uma boa opção de autodefesa, especialmente para aqueles com problemas de mobilidade, ou portador de deficiência visual, com o devido adestramento, além de ajudá-los em várias tarefas e fazer companhia, com certeza ajudará a intimidar possíveis agressores;


 
Assim, em princípio, ensinar as pessoas com deficiência não é diferente de ensinar a ninguém. Você só precisa ser um pouco mais criativo. O maior ajuste e desafios não estão nos aspectos físicos do treinamento; eles vêm da superação de inseguranças e comportamentos aprendidos dos alunos. O mesmo e o verdadeiro para estudantes sem deficiências. A autodefesa adaptativa é simplesmente modificar movimentos típicos para o que um indivíduo com deficiência física pode fazer. Além dos movimentos tradicionais, os alunos são ensinados a usar suas cadeiras de rodas e muletas como mecanismos de defesa para escapar.




 




Observação importante: 

Como disse nunca vista a camisa de vitima, ou se rotule como sendo menos. Infelizmente vivemos hoje em dia em um mundo onde o vitimismo virou uma bandeira de orgulho. Lute pelo que quer, não queira ser adotado pelo estado, esmolando direitos por que seu tataravô foi escravo, ou por que você acha que pertence ao "sexo frágil". O mundo é igual para todos: bom e cruel. Como disse Frank Miller em sua obra Batman - O Cavalheiro das trevas, o mundo só faz sentido quando você o força a fazer. Estude, faça faculdade, evolua no que gosta, não é fácil pra ninguém.Veja alguns exemplos:


Stephen William Hawking: Físico teórico e cosmólogo britânico e um dos mais consagrados cientistas do século. Apontado como uma das mentes mais prodigiosas. Doutor em cosmologia, foi professor lucasiano emérito na Universidade de Cambridge,um posto que foi ocupado por Isaac Newton, Paul Dirac e Charles Babbage. Foi, pouco antes de falecer, diretor de pesquisa do Departamento de Matemática Aplicada e Física Teórica (DAMTP) e fundador do Centro de Cosmologia Teórica (CTC) da Universidade de Cambridge. Desenvolveu teorias em sua área e escreveu diversos livros.






Hawking era portador de esclerose lateral amiotrófica (ELA), doença degenerativa que paralisa os músculos do corpo sem, no entanto, atingir as funções cerebrais, sendo uma doença que ainda não possui cura. A doença foi detectada quando tinha 21 anos. Para se comunicar fazia uso de um computador com modulador de voz que ele controlava com o músculo da bochecha que era o único que ele ainda movia, participou de filmes, séries e dublava seu personagem em Os Simpsons.





Nicholas James Vujicic: É um evangelista e palestrante motivacional e diretor da Life Without Limbs. Nascido sem pernas e braços devido a rara síndrome Tetra-amelia.  Vujicic teve uma vida de dificuldades, e privações ao longo de sua infância. No entanto, ele conseguiu superar essas dificuldades e, aos dezessete anos, iniciou sua própria organização sem fins lucrativos chamada Life Without Limbs (em português: Vida sem Membros). 

 
Depois da escola, Vujicic frequentou a faculdade e se formou com uma bi diplomação. Deste ponto em diante, ele começou suas viagens como um palestrante motivacional e sua vida atraiu mais e mais a cobertura da mídia de massa. Atualmente, ele dá palestras regularmente sobre vários assuntos tais como a deficiência, a esperança, e o sentido da vida. Atualmente Nick tem quatro filhos.






Marcos Rossi: Bacharel em Direito, possui experiência em multinacionais, e empresas brasileiras. Casado e pai de dois filhos, ele é baterista de escola de samba há cerca de 10 anos, vocalista de um grupo de pop rock, pratica mergulho profissional, e atua na área de Gestão de Patrimônio de um grande banco.


Comunicador nato, a motivação que conduziu seu caminho transformou-se numa lição de vida que hoje é levada a milhares de pessoas através de suas apresentações por todo país.







Obras indicadas:


Livros:




Conclusão
 


Pacotes de cursos de autodefesa em um final de semana para pessoas com necessidade especial, como foi dito acima além de não ajudarem em nada, ainda prejudicam pois vendem uma falsa segurança em técnicas milagrosas. A autodefesa é para todos, adaptada para a necessidade de cada um. Não vista a camiseta de vitimismo, e rotulo de deficiente ou fraco. Todos somos deficientes de alguma forma: ou a idade, peso, dificuldades em tarefas que para outras pessoas é fácil entre outras coisas. 

Cabe ao profissional capacitado e com experiência de autodefesa te ajudar a montar a "sua autodefesa". Autodefesa é acima de tudo prevenção e conhecer os conceitos da área de segurança. Desde conceitos como uso progressivo de uso de força, uso de arma de fogo, combate, segurança residencial e vários outros meios como vimos acima.  Muitas pessoas com deficiências graves constroem a sua história e se tornam referencia em todo o mundo, mostrando que a pior deficiência é a falta de determinação. E você, qual a sua desculpa para não aprender a se proteger e a sua família?



Dúvidas? sugestões? Deixem nos comentários. Se gostaram deem um curtir e compartilhem. E não esqueçam de clicar em um dos anúncios para nos ajudar a continuarmos com nosso trabalho. Muito obrigado.

  

E não esqueça de  visitar nossa biblioteca sobrevivencialista virtual, clicando na imagem abaixo: 


http://centrodeestudomars.blogspot.com.br/p/biblioteca.html


Prof. Marcos Antônio Ribeiro dos Santos

  

Colaboração:

 Dr. David S. 

 

Conheça Também:

Conheça nosso Canal no Youtube:

Conheça nossa página no Facebook:

 

Trailer do Canal:

 

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...