sexta-feira, 7 de setembro de 2018

Brasil Dead: O inimigo está em toda parte e quer sangue



Na data de ontem, 6 de setembro,  Jair Bolsonaro sofreu um atentado contra sua vida em Juiz de Fora, sendo esfaqueado por um militante de esquerda que estava no meio da multidão que o ovacionava. O atentado covarde perfurou seu fígado,  pulmão, alça do intestino, e atingindo ainda uma artéria. Perdeu muito sangue chegando ao hospital quase morto.

O homem que o esfaqueou, o militante de esquerda e ex-filiado ao Psol,  Adélio Bispo de Oliveira, foi preso pela multidão que ali estava. Em seu perfil no Facebook, o agressor publicou  diversos comentários agressivos contra o presidenciável,  e revela predileção ideológica pelo campo da esquerda. Em seu depoimento à polícia ele declarou que o atentado foi por motivos  pessoais, e até falou que cometeu o ataque “a mando de Deus”.

Fato é que se houve mandate dificilmente saberemos por que geralmente grupos extremistas, escolhem pessoas com perfis desequilibrados para realizarem suas ações covardes. Se pegos geralmente não revelam, por acharem que estão servindo a algum propósito superior em suas vidas miseráveis, e mesmo que falem ninguém acreditaria sendo facilmente desmentido. Assim como aconteceu aconteceu com outras figuras históricas como o presidente John F. Kennedy e o senador Robert F. Kennedy, onde os motivos de seus assassinos  não foram esclarecidas, assim como o agressor de Jair Bolsonaro , apenas disseram agirem por motivos pessoais. Grupos extremistas no extremo oriente também fazem uso de indivíduos desequilibrados, e facilmente manipulados para fazerem seus ataques suicidas, também achando que estão servindo seu deus.


                          Assassinato do Presidente  John F. Kennedy


Assassinado do assassino de Kenedy antes que pudesse falar seu motivo.

Assassinato do Deputado Robert Kenedy tendo sido um dos primeiros a combater a Máfia, e  apoio incondicionalmente  Israel durante a Guerra dos Seis Dias, em 1967. 

Senador Kennedy e seu assassino extremista  Sirhan Sirhan.



Seguidores de ideologia extremistas que perpetram a cultura de ódio, geralmente são pessoas com baixa autoestima, e com graves transtornos mentais. 

Professora defecando na foto do Deputado Jair Bolsonaro.


Jair Bolsonaro sempre sendo ofendido e ridicularizado pela mídia, e pela legião de seguidores da esquerda comunista  de todas as formas: misógino, homofóbico, fascista são geralmente as ofensas mais comuns  dentre várias outras outras.

Mulheres: ele confrontou a Deputada Federal  Maria do Rosário que defendeu o assassino e estuprador, conhecido como Roberto Aparecido Alves Cardoso, o Champinha. sendo que a mesmo o chamou de estuprador e fez menção de avançar em sua direção para agredi-lo, sendo contida. Hoje essa imagem é usada para enganar o grande público, querendo taxa-lo como violento contra as mulheres. Mesma técnica foi tentado pela candidata Marina que no programa de debate da Rede TV avançou o espaço do Candidato, e levantou a mão. Porém Bolsonaro criou o projeto de castração química contra estupradores, e defende o porte de arma para mulheres.


Candidata Marina avançando contra Bolsonaro tentando forçar uma situação de atrito.

Crianças: Em relação as crianças, ele sempre fala sobre elevar a qualidade de ensino nas escolas, e fala em combater material pornográfico desdestruindo nas escolas, bem como a ideologia de gênero. nesta quinta-feira (6), durante ato de campanha em Juiz de Fora, afirmou em depoimento à polícia que cometeu o ataque “a mando de Deus”. As informações constam no boletim de ocorrência.
 

Negros: ele sempre fala contra as cotas raciais, e sempre fala em transforma-las em cotas para baixa renda;
Violência: ele sempre fala que irá fortalecer as fronteiras para evitar o tráfico de armas e drogas, bem como combater o crime organizado, as 85 facções criminosas existentes em todo território nacional,  e dar o direito do cidadão de escolher se quer ou não possuir uma arma;
Empresas: Ele sempre fala sobre acabar com o ódio contra as empresas, que os comunistas transformam em vilões em seus discursos. e investir para geração de empregos, circulação monetária e crescimento econômico do país.

Conclusão

 
Esse atentado contra o candidato nos leva a pensar: E se ele vier a ganhar? Esses grupos de esquerda ligados a movimentos, e facções criminosas, com acesso inclusive a armamento pesado, irão levar mais violência as ruas? Podemos esperar ataques ainda mais violentos e coordenados do que os que aconteceram nos anos sessenta pelos grupos comunistas? Será que uma guerra civil paira no horizonte caso a direita vença as eleições? 

Uma coisa certa, o atentado a Jair Bolsonaro foi contra os valores tradicionais, e as famílias de bem que existem nesse país. Foi contra a nossa chance de ter uma chance de ter um representante que faça do Brasil um país realmente soberano digno de se comemorar o sete de setembro, com uma nação livre de violências e atentados covardes como esse perpetrado contra o candidato. Devemos pensar nessa tragédia como uma oportunidade para nos unirmos para lutarmos como cidadãos por um mundo que queremos para nós, e nossos filhos.

 Candidato Bolsonaro, defensor da família tradicional sendo batizado no rio Jordão.


Dúvidas? sugestões? Deixem nos comentários. Se gostaram deem um curtir e compartilhem. E não esqueçam de clicar em um dos anúncios para nos ajudar a continuarmos com nosso trabalho. Muito obrigado.

  

E não esqueça de  visitar nossa biblioteca sobrevivencialista virtual, clicando na imagem abaixo: 


http://centrodeestudomars.blogspot.com.br/p/biblioteca.html


Prof. Marcos Antônio Ribeiro dos Santos

  

Colaboração:

 Dr. David S. 

 

Conheça Também:

Conheça nosso Canal no Youtube:

Conheça nossa página no Facebook:

 

Trailer do Canal:

 

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...