quinta-feira, 6 de dezembro de 2018

Controle Subliminar: Como evitar que controlem a sua mente? parte 1




É incrível como diversas técnicas criadas dentro do campo científico em ramos como o behaviorismo e a Gestalt são utilizada por diversos órgãos para fazer a população realizar ações  de maneira condicionada e acreditarem que essas ações surgiram espontaneamente. Empresas de propaganda, política, e diversas instituições fazem uso de técnicas subliminares para atingir a sua meta: transformar o povo ovelha em consumidor consumido. Que compra por comprar, sem nem ideia do por que realmente precisa de tal opinião. Ou ainda começa a formar opiniões baseado em comentários superficiais de celebridades. 

Muitas vezes, mesmo com muito cuidado somos atingidos por esse controle de forma indireta por meio de outras pessoas que foram engolidas por essa forma de controle. Imagine um professor de faculdade que  você admira começa a expor ideologias de alguma personalidade política que ele segue nas redes sociais, e você até então que nem se importava com o tema, ou nem concordava, começa a dar ouvido ao seu professor pela simples ilusão que ele é um "intelectual" e "conhece ao fundo" sobre o que está falando. Sem saber que ele mesmo pode ter sido vítima de um marketing político manipulador. Hoje vamos conhecer formas de nos protegermos desse controle sofisticado utilizado pelas grandes instituições.





 A ignorância é uma bênção?



Você já se perguntou por que os seres humanos tão viciados em sexo, drogas, comida, medo e violência? Esses vícios são naturais ou fomos condicionados a nos tornarmos viciados nessas coisas? Os vícios muitas vezes não são naturais porque são geralmente os resultados de comportamentos condicionados. Desde o dia em que você nasceu, você foi bombardeado com todos os tipos de mensagens negativas subliminares e não-subliminares. Muitas empresas criaram essas mensagens para direcionar especificamente sua mente subconsciente, para que elas possam manipular sua mente até certo ponto. A PNL (Programação Neurolinguística) é um dos métodos de controle mental mais utilizados no mundo, usado por todos, desde chamadores de vendas a políticos, e analistas de mídia. 

Associação de sexo com o consumo do álcool condiciona a mente a associar a bebida a prazer.


Um grande exemplo de condicionamento negativo é a associação de gamer com violência. A socióloga Karen Sternheimer  da Universidade de Souther California, de acordo com o artigo de Sternheimer em Contexts , um jornal trimestral divulgado pela American Sociological Association, os videogames não ajudam os indivíduos a cometer violência real:

"O maior problema com a pesquisa de efeitos de mídia é que ela tenta descontextualizar a violência" , escreve ela. 

"Pobreza, instabilidade de vizinhança, desemprego e até mesmo violência familiar caem no esquecimento ... Ironicamente, até doenças mentais tendem a ser negligenciadas nesta pesquisa orientada psicologicamente."



"Culpar os videogames significou que os atiradores foram postos de lado de outros jovens violentos ... nos quais a nossa legislação difícil foi alvo. A explicação do videogame constrói os atiradores da classe média como vítimas do poder dos videogames, em vez de quando os meninos dos "bons" bairros são violentos, eles parecem ser ... criados pelos videogames e não por suas circunstâncias sociais. Os assassinos da classe média mantêm seu status de crianças facilmente influenciadas por um jogo, vítimas de um produto supostamente perigoso, o mesmo não pode ser dito para aqueles em bairros "ruins". "

Aqui  no Brasil podemos observar o mesmo tipo de manipulação da mídia mencionada pela socióloga, em 2013 no caso do adolescente Marcelo Pesseghini, de 13 anos, suspeito de matar os pais policiais, a avó e a tia na Zona Norte de São Paulo, a mídia tentou de todas as formas inserir na mente do telespectador que o garoto matou por que foi incentivado pelo game "Assassin’s Creed". Esse dedução  seria por que o adolescente usava a imagem do personagem principal do  game no seu perfil do Facebook no ultimo mês antes do fato, e também por que usava blusa com capuz para ir a escola.

A mídia queria relacionar a tragédia da família Pesseghini com o jogo Assassin’s Creed.


Engraçado porém é que a mídia mundial pouco divulgou que uma das maiores autoridades internacionais contra a venda de games com violência, o então senador americano do estado da Califórnia, Leland Yee era na verdade membro de uma organização criminosa internacional de tráfico de arma. Ele criticava abertamente a indústria de games, alegando que eles incentivam a violência.



O político desarmamentista foi pego em flagrante por agentes disfarçados do FBI ao oferecer a compra de armas avaliadas entre US$ 500 mil e US$ 2,5 milhões. Ele explicou todo o processo para adquirir as armas de um grupo muçulmano separatista nas Filipinas, disse o agente Emmanuel Pascua, do FBI. Foi sentenciado a 5 anos de prisão pelos crimes de corrupção e contrabando de armas (metralhadoras e lançadores de foguetes portáteis).
 
Ex-senador americano Leland Yee, desarmamentista e traficante de armas.


Assim são todos o grupos que buscam alguma forma de controle sobre o rebanho sejam ONGs, associações, lideranças políticas, mídia e até a indústria de consumo. Buscam criar e inserir conceitos, para mascarar suas verdadeiras intenções. A programação neurolinguística (PNL)  foi inventado por Richard Bandler e John Grinder na década de 1970, tornou-se popular nos mundos psicanalítico, ocultismo e da Nova Era na década de 1980, e publicidade, marketing e política na 1990 e 2000. Tornou-se tão entrelaçado com o modo como as pessoas são comunicadas e comercializadas, que seu uso é em grande parte invisível. Os mestres são notórios por terem uma habilidade semelhante a Rasputin de enganar as pessoas de maneiras incríveis - acima de tudo, elas mesmas.




Mas como funciona a PNL?



Richard Bandler e John Grinder apresentaram nos anos 70 Programação Neurolinguística. Bandler era um estudante de stoner na UC Santa Cruz  e Grinder era na época um professor associado de lingüística na universidade, já havia atuado como capitão nas Forças Especiais dos EUA. Juntos, eles trabalharam na modelagem das técnicas de Fritz Perls (fundador da Gestalt therapy), da terapeuta familiar Virginia Satir e, mais importante, do hipnoterapeuta talentoso Milton Erickson. Bandler e Grinder tentaram rejeitar muito do que eles viam como a ineficácia da terapia da fala e ir direto ao âmago das técnicas que realmente funcionavam para produzir mudanças comportamentais. Inspirado pela revolução do computador, Bandler era um cientista da computação, assim eles procuraram desenvolver uma linguagem de programação psicológica para os seres humanos.


O que eles inventaram foi uma espécie de evolução da hipnoterapia,  enquanto a hipnose clássica depende de técnicas para colocar pacientes em transe sugestivo (mesmo ao ponto de perder a consciência ao comando), a PNL é muito menos invasiva: é uma técnica de camadas significado sutil em linguagem falada ou escrita, de modo que você possa implantar sugestões na mente inconsciente de uma pessoa sem que ela saiba o que está fazendo.

A PNL é ensinada em uma estrutura piramidal. Ao observar sinais sutis, como movimento dos olhos, rubor da pele, dilatação da pupila e tiques nervosos, uma pessoa experiente em PNL pode determinar rapidamente:

a) Qual lado do cérebro uma pessoa está usando predominantemente;

b) Que sentido (visão, olfato, etc.) é mais predominante em seu cérebro;

c) Como o cérebro armazena e utiliza informações (tudo isso pode ser obtido a partir de movimentos oculares);

d) Quando estão mentindo ou criando informações.

Após essa rodada inicial de coleta de informações,  a pessoa treinada em PNL pode começa a imitar de maneira lenta e sutil o cliente, assumindo não apenas a linguagem corporal, mas também os maneirismos da fala, e começará a falar com padrões de linguagem destinados a atingir o sentido primário do cliente. Esse tipo de controle leva  uma pessoa a baixar a guarda e a entrar em um estado de abertura e sugestionabilidade. Imagine por exemplo a cultura de gênero tão bem orquestrada pelos grupos comunistas, conseguem por meio da propaganda e da mídia fazer um pai achar normal e educativo o filho aprender sexo  homossexual na escola concordado que isso é educação uma vez que é mostrado pela TV e por autoridades e artistas.

Será que é realmente quem gostaria de ser? Ou se veste como gostaria de se vestir, ou seus ideais são realmente seus? Ou você é o produto final de um monte de ideologias sutilmente implantadas? Uma pessoa que se diz por exemplo ser católico ou evangélico, ou corintiano ou palmeirense, ou pensar de tal forma ou não sobre determinado assunto, será que ela realmente sabe até onde estas escolhas fazem parte de suas crenças são delas mesmas ou ela foi conduzida até esses caminhos?

A simples repetição de gestos que um interlocutor, adaptando sua linguagem corporal  já é uma forma de  alcançar uma resposta muito específica: rapport. Rapport é o estado mental e fisiológico que um humano entra quando deixa sua guarda social para baixo, e geralmente é alcançado quando uma pessoa chega à conclusão de que a pessoa com quem estão conversando é exatamente como eles. São técnicas que buscam levar uma pessoa a baixar a guarda e a entrar em um estado de abertura e sugestionabilidade.

Uma vez que o relacionamento seja alcançado, o interlocutor começará então sutilmente liderando a interação. Tendo espelhado a outra pessoa, eles podem agora fazer mudanças sutis para realmente influenciar o comportamento da outra pessoa. Combinado com padrões sutis de linguagem, questões importantes e muitas outras técnicas, um especialista em PNL pode, nesse ponto, orientar a outra pessoa onde quer que ela queira, contanto que a outra pessoa não saiba o que está acontecendo e pense que tudo está surgindo organicamente ou deu consentimento. Isso significa que é realmente muito difícil usar a PNL para fazer as pessoas agirem fora do personagem, mas isso pode ser usado para respostas de engenharia dentro da faixa normal de comportamento de uma pessoa, como se doar para uma causa, tomar uma decisão que estava adiando, etc.


Técnica de mensagem subliminar utilizado na programação do canal SBT, o anúncio do produto aparece em milésimos de segundo durante a exibição do programa.


O controle subliminar nada mais é do que o controle por meio   de mensagens curtas que nos dizem o que fazer, mas que são mostradas tão brevemente que não temos consciência de que vimos eles. Exemplo do uso dessa técnica é o canal SBT que durante a apresentação das suas programações, seja um filme ou desenho, passam o nome de um produto em milésimos de segundos bem durante a exibição do programa, tão rápido  que quase não da para Nos Estados Unidos em 1958, impulsionada pela preocupação do público sobre um teatro em Nova Jersey que supostamente ocultou mensagens em um filme para aumentar as vendas de sorvetes, a Associação Nacional de Emissoras,  a associação que estabeleceu padrões para a televisão dos EUA, emendou seu código para proibir o uso de mensagens subliminares na transmissão. Em 1974, a Comissão Federal de Comunicações opinou que o uso de tais mensagens era "contrário ao interesse público". A legislação para proibir mensagens subliminares também foi introduzida no Congresso dos EUA, mas nunca foi promulgada. Tanto o Reino Unido quanto a Austrália têm leis estritas que proíbem isso.


Os profissionais do  marketing, seja de produtos de consumo, político, teológico, ou qualquer outro meio, trabalhavam de perto com cientistas sociais para determinar, entre outras coisas, como fazer as pessoas comprarem produtos ou aceitarem ideologias das quais normalmente jamais aceitariam. Não podemos nos esquecer da fantástica propaganda nazista, que conseguiram transformaram um movimento partidário em quase um culto. 

 Joseph Goebbels chefe da propaganda nazista.

Os políticos por exemplo, tem toda uma assessoria de marketing que trabalham com uma ampla gama de consultores que testam todos os aspectos do que os políticos fazem para influenciar os eleitores: roupas, entonações, expressões faciais, maquiagem, gestos, penteados e discursos são otimizados, assim como a embalagem de um cereal matinal. E todas essas fontes de influência operam competitivamente. 

Assim esses profissionais de marketing querem que compremos ou acreditemos em uma coisa, e nisso somos bombardeados por toda forma de linguagem subliminar, desde letras de musicas, e etc. No mundo moderno a internet e principalmente as redes sociais se tornaram uma verdadeira forma de controle mental. Imagine que além das redes sociais com suas milhões de mensagens diárias maliciosamente tendenciosas e os famosos fakenews, temos empresas que controlam até mesmo o acesso a informação.  Vamos analisar como exemplo  um mecanismo de busca, o Google. O   Google tornou-se a principal porta de entrada para praticamente todo o conhecimento, principalmente porque o mecanismo de pesquisa é tão bom em nos fornecer exatamente as informações que estamos procurando, quase instantaneamente e quase sempre na primeira posição da lista que mostra depois de lançarmos nossa pesquisa: a lista de "resultados da pesquisa".

50% de nossos cliques vão para os dois principais itens e mais de 90% de nossos cliques vão para os 10 itens listados na primeira página de resultados. Poucas pessoas olham para outras páginas de resultados, embora muitas vezes sejam milhares, o que significa que provavelmente contêm muita informação boa. O Google decide quais dos bilhões de páginas da Web serão incluídos em nossos resultados de pesquisa e também decide como classificá-los.

Como é muito mais provável que as pessoas leiam, e cliquem em itens mais bem classificados, as empresas gastam bilhões de dólares todos os anos tentando enganar o algoritmo de busca do Google. Assim o  programa de computador que faz a seleção e classificação  para impulsioná-los  para os primeiros lugares. De acordo com a política de privacidade do Google, a qual sempre se recomenda quando alguém usa um produto do Google, mesmo quando não foi informado de que está usando um produto do Google, o Google pode compartilhar as informações coletadas sobre você com quase todos, incluindo agências governamentais.

 Filme Matrix: Software de condicionamento mental criando uma nova realidade.

Se observar que grupos de lideranças políticas, religiosos, associações e ONGs se valem de todos esses recursos virtuais, você percebe que foi criada um mecanismo de controle mental tão perfeito quanto no filme "Matrix", onde todos viviam sobre a ilusão sensorial.

Na próxima página vamos ver as principais dicas de como fugir dessas tecnicas de controle mental.





http://www.centrodeestudomars.com/2018/12/controle-subliminar-como-evitar-que_6.html



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...