terça-feira, 15 de janeiro de 2019

Combate Urbano: A violência dos fortes e a crueldade dos fracos - Parte 2


A crueldade sempre foi o recurso dos fracos que ao contrário da violência não buscam defender um ponto justo ou sua integridade física, mas impor o medo. Podemos ver os atos realizados dantescos pela igreja na idade média, por homens fracos preso ao mundo imaterial mentalmente castrados e doutrinados que usavam toda forma vil de causar dor e desespero para se sobreporem sobre o mundo.


Crueldade, a amiga dos fracos


A crueldade sempre foi o recurso dos fracos que ao contrário da violência não buscam defender um ponto justo ou sua integridade física, mas impor o medo e dor e sentir prazer ou lucrar com isso. Principal força dos lobos e principal forma de manter o poder das ovelhas. Na ficção vemos o exemplo do personagem Sheldon do sitcom Big Bang Theory, fraco e covarde e incapaz de relacionar com o mundo físico lhe resta humilhar e ser cruel em várias situações com seus amigos para manter a sensação de poder no grupo. Podemos ver ao longo da história que esse recurso foi amplamente usado pelos fracos para obterem seus objetivos. Os atos  dantescos realizados pela igreja na idade média, por homens fracos preso ao mundo imaterial mentalmente castrados e doutrinados que usavam toda forma vil de causar dor e desespero para se sobreporem sobre o mundo como podemos ver nas imagens da exposição das praticas da igreja na época da idade média.










E não podemos esquecer de todos os governos fascistas, que chegaram ao expoente máximo de crueldade em meio a genocídios. 

 
O Brasil por exemplo com seus quase 64.000 homicídios anuais e 60.000 estupros seriam por causa de desenhos, games ou filmes? A psicologia forense nos mostra que o desenvolvimento da psicopatia no individuo criminoso se da tanto tendências patológicas hereditária, quanto em ambientes sociais e familiares problemáticos e também na falta de valores, mas não em desenhos ou games cujos personagens defendem valores. Ao contrário do que podemos falar da cultura marginal, como músicas que fazem apologia ao crimes e atos imorais que influencia de maneira direta de forma negativa o jovem de baixo nível cultural, sem bons exemplos a seguir e sem qualquer orientação, fazendo com que sem qualquer empatia a outras pessoas a vejam simplesmente como presas para a  realização de seus desejos primitivos como objetivo de vida.





Os seriais  killers por exemplo são cruéis, devido eles buscam o prazer e sentimento de poder, causando dor e sofrimento em suas vitimas. Tanto que muitos antes de começar a caçar e torturar humanos começaram com animais, até que não conseguiam se saciar e necessitavam de um ser que expressasse mais a dor e medo que sentiam. Abaixo selecionei alguns vídeos para que fique claro o verdadeiro significado de crueldade.








Vídeos:

















Obras indicadas:


Livros:


Série:


Conclusão:




A violência como vimos não é uma vilã, ela foi, é e sempre será nossa amiga, nos dando coragem, força, brutalidade, ferocidade e resistência a dor frente aos inimigos que querem nos ferir e nossos entes queridos. A crueldade pode sua vez nos torna covardes pois ela tem como finalidade atingir objetivos sórdidos como o prazer pela dor e sofrimento alheio, ou alguma outra forma de poder. Devemos pensar  na violência como a base de nossas preparações combativas, seja tecnicas corpo a corpo uso de lâminas ou armas de fogo. 

E também devemos mostrar aos nossos filhos que os guerreiros do bem a usam para proteger os inocentes, e deve-se fazer bom uso dela pelo bem maior. Desenhos, jogos, quadrinhos não tornam pessoas cruéis, isso quem ensina são os pais dentro de uma família disfuncional, ou a falta dos país sendo a criança criada na rua pelos traficantes. Então amigos combatentes abracem sua violência e despertem a força mais pura combativa dentro de você. Si vis pacem, para bellum e Semper fi.



Dúvidas? sugestões? Deixem nos comentários. Se gostaram deem um curtir e compartilhem. E não esqueçam de clicar em um dos anúncios para nos ajudar a continuarmos com nosso trabalho. Muito obrigado.



  


E não esqueça de  visitar nossa biblioteca sobrevivencialista virtual, clicando na imagem abaixo: 



http://centrodeestudomars.blogspot.com.br/p/biblioteca.html



Prof. Marcos Antônio Ribeiro dos Santos

  

Colaboração:

 Dr. David S. 

 

Conheça Também:

Conheça nosso Canal no Youtube:

Conheça nossa página no Facebook:

 

Trailer do Canal:


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...