terça-feira, 8 de janeiro de 2019

Diário de Guerra Z: União das facções no Ceará e mil reais por ônibus queimado pago a adolescentes



Os ataques promovidos por criminosos no Ceará continuam pelo sétimo dia consecutivo, mesmo com o apoio da Força Nacional. Criminosos continuaram com os atos terroristas explodindo na madrugada desta terça-feira uma ponte no município de Caucaia, na Região Metropolitana. Ônibus foram incendiados em Fortaleza,  Maranguape e Aracati, ontem à noite. O carro de uma autoescola também foi queimado na capital, e o instrutor, que estava no veículo, teve queimaduras e foi levado para um hospital. Desde quarta-feira, foram contabilizados 159 ataques em 39 cidades, e 148 pessoas foram detidas.


Segundo informações adolescentes estariam recebendo R$ 1 mil das facções criminosas para incendiar ônibus. Esses ataques estão afetando a circulação dos coletivos. Na madrugada, um depósito do Forró no Sítio, casa de shows localizado no centro do Eusébio (na Grande Fortaleza), foi consumido pelo fogo. Testemunhas informaram que os criminosos derrubaram um portão para invadir o local. Por volta da meia-noite,  um canteiro de obras do shopping Viramar, que está sendo construído próximo a um dos acessos do município de Pacajus (na Grande Fortaleza), foi incendiado. Bombeiros foram chamados, mas já era tarde demais,  e o fogo destruiu três caminhões utilizados nas obras e uma máquina.





O PCC se aliou ao GDE, que, segundo estimativas, tem cerca de 600 membros nos presídios cearenses. Do outro lado, ficaram CV e FDN. De maneira inédita desde então, segundo pesquisadores ouvidos pela BBC, essas facções anunciaram nos últimos dias uma trégua na disputa no Ceará. Por meio de um salve, como são chamados os comunicados emitidos por lideranças de organizações criminosas, vetaram brigas ou acertos de contas caso o governo coloque grupos rivais em um mesmo presídio:

"Meus irmãos GDE, nós pede humildemente que vocês entendam que se chegar qualquer liderança, PCC ou CV na nossas cadeias, que os irmãos acolham e der tratamento de um bandido a eles, der água, comida, escova, pasta, roupas e lençol. Em cima desta situação vamos dá essa trégua porquê é o está que está fazendo isso propositalmente no intuito de nós se matar. Como nós sabemos disso e da intenção do estado judiciário, nós não iremos satisfazer a vontade do estado. Iremos recebe-los os nossos inimigos com a dignidade de bandido e esperamos o mesmo feedback do lado deles", diz a mensagem.





Dúvidas? sugestões? Deixem nos comentários. Se gostaram deem um curtir e compartilhem. E não esqueçam de clicar em um dos anúncios para nos ajudar a continuarmos com nosso trabalho. Muito obrigado.

  

E não esqueça de  visitar nossa biblioteca sobrevivencialista virtual, clicando na imagem abaixo: 


http://centrodeestudomars.blogspot.com.br/p/biblioteca.html


Prof. Marcos Antônio Ribeiro dos Santos

  

Colaboração:

 Dr. David S. 

 

Conheça Também:

Conheça nosso Canal no Youtube:

Conheça nossa página no Facebook:

 

Trailer do Canal:

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...