sexta-feira, 8 de fevereiro de 2019

Papo reto: Inferno pessoal e demônios internos


Problemas todos temos, isso é inerente a existência, e é natural acharmos que nossos problemas é maior que os outros, ou mesmo acreditar que coisas ruins só acontecem conosco. A verdade é que o sobrevivencialismo nos ensina que por melhor que seja a situação atual em nossas vidas milhares de variáveis pode nos conduzir a um caos em instantes. Seja doença, acidentes, desemprego, criminalidade. Existem três formas   de direcionar a nossa força interior.


É tentador ficarmos procurando um ouvido amigo para escutar nossos problemas, mas apesar do aparente bem estar momentâneo, ninguém realmente pode te ajudar com seus problemas internos. O desabafo só serve para criar um ciclo de vitimização onde você revive o problema de novo e de novo para escutar palavra de conforto. Mas isso tem um aspecto mais amplo que imagina, a maioria das pessoas vão te escutar e contar para outras pessoas o que aconteceu com você. Outros vão te ver como fraco, ou simplesmente sentir pena. procure recuperar o controle da sua vida sempre pelas suas mãos, se imagine como seu melhor amigo na terra (pois de fato você é) e se imagine dando conselho a você mesmo como se fosse um grande sábio para resolver o seu problema, com o passar do tempo esse pequeno exercício mental o ajudará a ficar mais centrado para resolver suas questões externos.

Nunca procure um guru, ou doutrinas e filosofias imaterias para te alicerçar no mundo material, isso não funciona. Conselhos são bons desde que você os coloque em prática. Ouvir pessoas para continuar chorando em um canto não vai te ajuda-lo em nada. Ser um guerreiro  é um processo para a vida toda, não um estado de ser,  devemos estar sempre procurando crescer e evoluir. Cursos e tecnicas por mais avançados e tops não te darão isso, a mudança vem de dentro. A própria psicologia orienta o indivíduo a descobrir respostas do seu quebra cabeça pessoal dentro de si mesmos, o profissional apenas ajudar por meio de tecnicas a orientar o paciente para encontrar essas respostas. dai sempre a importância de um autoexame. Autoexame não é autocritica, autoexame é analisar a sua vida e ver o que pode acrescentar para atingir seus objetivos. Lembre-se sua mente é sua verdadeira arma, e como tal deve mantê-la limpa e lubrificada, ou poderá ferir você mesmo ou pessoas a sua volta que não tem culpa dos seus problemas. Uma vez li uma frase em um livro que reflete isso:

Seja Cristo não seja cristão
seja Buda não seja budista
Seja a lanterna em sua vida

Eu acredito que essa mensagem acima diz tudo sobre nossa caminhada, não se prender a doutrinas, mestres, e imaterialidades devemos procurar evolução pessoal e nos tornarmos senhores de nossas vidas. Muitos professores de artes marciais tradicionais falam pra seus alunos que seus estilos levam a vida toda para ser aprendida, a verdade é que uma forma de querer deixar seus alunos dependentes o resto da vida daquele sistema, daquele caminho, para poder receber suas mensalidades. 

Lembre: Sempre treine seu corpo e sua mente, mas nunca deixe que enfraqueçam seu espírito combatente. Na sua guerra particular, pessoas podem te apoiar, mas não te carregar. Semper fi.






Dúvidas? sugestões? Deixem nos comentários. Se gostaram deem um curtir e compartilhem. E não esqueçam de clicar em um dos anúncios para nos ajudar a continuarmos com nosso trabalho. Muito obrigado.




E não esqueça de  visitar nossa biblioteca sobrevivencialista virtual, clicando na imagem abaixo: 



http://centrodeestudomars.blogspot.com.br/p/biblioteca.html



Prof. Marcos Antônio Ribeiro dos Santos

  

Colaboração:

 Dr. David S. 

 

Conheça Também:

Conheça nosso Canal no Youtube:

Conheça nossa página no Facebook:

 

Trailer do Canal:

 

Um comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...