quinta-feira, 28 de março de 2019

Combate com lâminas: Como espalhar as visceras de seus inimigos - Parte 3


Na primeira parte desta matéria falei sobre a importância da conscientização sobre o que você sabe o que de fato terá que fazer caso seja necessário em um cenário extremo utilizar a sua lâmina e se caso você saiba se de fato é capaz de violência estrema. e depois na segunda parte as principais orientações sobre o combate com lâminas. Agora vamos as técnicas que irão ajudá-lo a se tornar mais brutal e eficaz  no seu treinamento com lâminas.




Condicionando para esparramar vísceras


Agora vamos  conhecer os principais exercícios para tornar mais feroz, brutal e preciso, afinal todo treinamento de autodefesa não é nada sem aplicabilidade e conhecimento neuromotor:

1. Treinamento de distância: A maneira como atacamos e defendemos a faca tem muito a ver com o alcance em que estamos. Existem quatro faixas de distância principais quando se trata de combate com lâminas, sendo:

    a) Alcance Próximo: Dentro deste intervalo, você pode cotovelar, dar joelhadas e dar uma cabeçada em seu atacante;


    b) Alcance médio:       No alcance médio, sua mão vazia pode tocar seu oponente durante um encontro quando estiver totalmente estendido.

    c) Alcance longo:      Na longa distância, sua mão vazia é incapaz de tocar seu oponente quando estendida.

     d) Piso ou parede:    Este último intervalo entra em vigor quando um plano de movimento é removido. Isso ocorre quando está contra a parede ou no chão.

1. Treinamento de ângulos de ataque: A maneira como atacamos e defendemos a faca tem muito a ver com o alcance em que estamos. Existem quatro faixas principais quando se trata de aplicativos combativos com a faca. Alguns professores optam por utilizar mais ângulos, enquanto outros instrutores optam por menos. Nenhuma das opções é superior uma à outra e depende totalmente do critério do professor. Aqui vai o que deve realmente precisa treinar:



a) O Alfabeto de Faca: Uma maneira de desenvolver bons atributos com a faca é escrever mentalmente o alfabeto usando sua faca. Pense em seu oponente estando diretamente à sua frente enquanto você traça o alfabeto em seu corpo.


A B C D E ...
 
Pense na ponta da sua faca como uma caneta esferográfica. Você pode então traçar as letras no ar enquanto percorre todo o alfabeto.

Alguns dos padrões podem parecer um pouco estranhos, mas oferecem um bom ponto de referência sobre quais movimentos ou ângulos são mais confortáveis ​​para você. Você pode usar um impulso para a frente e para trás neste exercício.

Depois de se sentir proficiente ao traçar as letras do alfabeto em uma posição estática, comece a movimentar os pés enquanto continua sua prática. Amarrar o fôlego ao traçado do alfabeto e ao movimento dos pés permitirá que você flua em um movimento ininterrupto.

Isso requer prática contínua e constante. Se você dedicar o tempo, a dança começa a se tornar uma parte natural de você.


Fluir livremente com sua faca enquanto apenas corta o ar é uma prática valiosa. Uma vez que você se sinta confortável com a dança, é importante obter feedback dos ângulos que você lança. Para conseguir isso com uma prática solo, use uma árvore ou um saco pesado para lançar seus oito ângulos. Você notará rapidamente que está obtendo um feedback completamente diferente do que estava quando estava apenas lançando seus ângulos no ar.

Durante um aplicativo de autodefesa, você terá que atingir um alvo. A maneira como sua faca reagirá a essa greve é ​​algo que você precisa aprender a controlar. Dedicar bastante tempo para praticar seus ângulos, enquanto recebe feedback, é imperativo se você espera um bom resultado para a batalha.

b) Movimento asterisco: Movimento asterisco, com ângulos retos e precisos são ótimos para treinar para atingir vários pontos corpo humano. 

c) Movimento eternidade: Um clássico símbolo da eternidade, ou o oito deitado também é perfeito para ataques. Movimentos fluentes e continuo que terminam e dão inicio a novos movimentos. maneira de desenvolver bons atributos com a faca é escrever mentalmente o alfabeto usando sua faca.
  


 

2. Treinamento de agilidade: Treino para melhorar agilidade e  velocidade das sequências de golpe. Compre um busto de manequim com suporte, pode ser usado, a média de preço está entre R$ 25,00 a R$ 35,00 é um pequeno investimento com muito retorno para seu treino. 
 . 



Em seguida marque os pontos vitais do corpo humano no busto. Mas nada de marcar pontos idiotas ligados a esoterismo ou outra bobagem. Busque os pontos ligados a anatomia e fisiologia humana: artérias, órgãos, sempre evitando regiões. 


Comece a criar sequências de exercícios, iniciando com três pontos e depois com cinco, sete, exemplo:

a) Comece a criar sequências de exercícios, iniciando com três pontos e depois com cinco, sete: Fígado, baço ( artéria esplenica), coração (golpeando por baixo da caixa toráxica), aorta, pulmão (golpeando por baixo da caixa toráxica, causando pneumotórax e depois hemotoráx), carótida, tendões, articulações, etc.   

b) Depois que tiver familiarizado, peça para seu colega de treino  para falar comandos com nomes de três a cinco áreas e você deve golpear rapidamente pontuando os locais com sua faca de treino com lâmina de borracha. Esse treino além de te dar memória  neuromuscular te dará velocidade, e ainda facilitará para decorar os pontos do corpo.

3. Treinamento de força: O ideal é uma peça de carne pendurada no gancho, porém a menos que você seja dono de um frigorífico para poder manter o seu treinamento constante esfaqueando carnes sugiro um colchão velho. A espuma do colchão quando é penetrada pela lâmina acaba se fechando em torno da lâmina tornando difícil de retirar, igualmente o que acontece com o corpo humano. Quando a musculatura é penetrada, ela se contrai sendo difícil para puxar a lâmina, por isso é importante depois da punhalada o giro do punho, pois além de aumentar o dano no tecido e causar muita hemorragia quando você rotaciona a lâmina ainda fica mais fácil para retirar. Faça uma sequência de três séries de dez estocadas cada mão, totalizando 30 estocadas com cada uma das mãos. Apunhale, gire a lâmina e puxe. Pronto é isso que irá fazer na vida real.

 
4. Treinamento prático: Como sempre falo aqui no Centro de estudo MARS, de nada adianta você praticar a autodefesa mais cara e moderna que tem no mercado, se você não tem aula de luta. Com a luta você treina a distância, investida, combinações de golpes e etc. Praticar seus ângulos com um parceiro é um dos melhores métodos de defesa de faca para desenvolver suas habilidades. Você não apenas obterá feedback direto de um alvo em movimento, mas também trabalhará com aplicativos ofensivos e defensivos da faca. Será um momento raro se um atacante permanecer em uma posição estática durante um ataque. Ser capaz de se mover com ele é crucial para o uso de facas para autodefesa. Assim como a maioria dos empreendimentos de construção de habilidades, adicionar um parceiro torna as coisas um pouco mais divertidas. O nível de motivação tende a subir, e você também tem um ao outro como motivação para aqueles dias em que você não sente vontade de sair do sofá.

E lembre-se cada pessoa tem sua forma própria de lutar, então se houver possibilidade de treinar com mais pessoas melhor. Por meio do treinamento de combate você se torna versátil em relação aos diversos adversários. Encontre um colega de treino e monte um treino de combate cada vez mais próximo do real. Devidamente equipado com protetores e principalmente óculos de proteção e lógica mente utilizando faca de treino, com lâmina de madeira ou borracha  se alguém se agitar descontroladamente em você com uma faca. Mesmo um atacante inexperiente e desajeitado pode derrubá-lo com um golpe de sorte. Além disso, um atacante que está bêbado ou drogado pode ser tão mortal quanto um profissional sóbrio. Trate todos os atacantes como ameaças sérias, nunca subestime. 



Lembre-se:

 
Você combatente, sobrevivencialista e preparador urbano procure sempre a sua autossuficiência. Seja o responsável pela sua vida e a proteção dos seus entes queridos. Procure por professores e profissionais para adquirir conhecimento, mas seja seu próprio mestre, e senhor de sua vida. Não fique procurando por um Yoda para guiar a sua vida, ter aprovação e para chamar de seu.


Obras indicadas:



Livro:




Filmes:








Conclusão:


Como vimos nesta matéria dividida em três que antes de praticar uma determinada autodefesa deve fazer um autoexame para saber de fato se você está preparado para fazer o que for preciso. E caso esteja deve-se se preparar com exercícios que de fato vá condiciona-lo com memória neuromuscular, e estimular seu primitivismo, brutalidade e ferocidade. 

Não se engane, autodefesa não é um tipo de espiritualidade ou filosofia de autoajuda, se trata de sobreviver a situações extremas, no caso de situações de combate extremo é matar ou morrer.



Dúvidas? sugestões? Deixem nos comentários. Se gostaram deem um curtir e compartilhem. E não esqueçam de clicar em um dos anúncios para nos ajudar a continuarmos com nosso trabalho. Muito obrigado.




E não esqueça de  visitar nossa biblioteca sobrevivencialista virtual, clicando na imagem abaixo: 



http://centrodeestudomars.blogspot.com.br/p/biblioteca.html



Prof. Marcos Antônio Ribeiro dos Santos

  

Colaboração:

 Dr. David S. 

 

Conheça Também:

Conheça nosso Canal no Youtube:

Conheça nossa página no Facebook:

 

Trailer do Canal:

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...