segunda-feira, 4 de março de 2019

Sobrevivencialismo Urbano: Cuidado com os especialistas


Hoje vamos falar dos grandes mentes consultadas toda vez que a mídia precisa nos dizer sobre o certo e errado de determinado assunto: os especialistas.  

Por que a mídia chama pessoas que não entendem ou mesmo tem experiência sobre determinado assunto para dar seu parecer? Isso nos leva ainda a questionar: será que professores de arte marcial são especialistas em luta de rua só por que tem faixa preta? São questões importantes para os combatente urbano entender sobre a importância de sempre questionar e buscar várias fontes independente se for um assunto do dia a dia, ou técnicas relacionadas a suas preparações. Vamos conhecer o perigo dos formadores de opinião que tentam controlar as ovelhas com seus conhecimentos aleatórios.


Observação importante: As informações presentes nesta matéria são para o público maior de 18 anos, para fins de conhecimento didático, e treinamento combativo baseado na legítima defesa e estrito comprimento legal que estão em nossa constituição e Código Penal. O uso indevido dessas informações, bem como suas consequências é de responsabilidade única e exclusivamente de quem praticar e desobedecer a lei. Então use o cérebro.







Depois de ler a mensagem acima podem iniciar a leitura do artigo abaixo:




Especialistas ou formadores de opinião?


Quantas vezes estamos assistindo a jornais falando sobre determinado assunto e no meio da matéria o apresentador fala que conversou com especialistas sobre o assunto. Isso em lógica é chamado de falácia “Argumentum ad Personam”, argumentação baseada no apelo a alguma autoridade reconhecida para comprovar a premissa.

Ora, sabemos que no mundo real não há a neutralidade, imparcialidade é um ideal, mas todos nós temos a nossas crenças que desenvolvemos na personalidade em nosso super ego ao longo de nossas existências. E com os empresários e os meios de comunicação é igual. Todos tem sua inclinação política que melhor lhe beneficia, seja esquerda, direita etc...

Então quando vemos um meio informativo como um canal de noticias, seja televisivo, rádio, impresso, web... devemos entender que as notícias não são parciais, elas buscam atingir e manipular seu publico para favorecer os seus apoiadores políticos. No começo desse ano o governador do Rio de Janeiro foi até Israel para ver a tecnologia de drones militares que já são usados a anos contra facções terroristas, imediatamente a mídia conseguiu "especialistas" para opinar contra o assunto. Veja os "especialistas" escolhidos para falar sobre a tecnologia de drones de combate que saiu no site extra globo:




O anúncio de que a viagem de Witzel a Israel também visa a drones que transportam armas foi recebida com surpresa por especialistas. O equipamento, que é capaz de atirar enquanto sobrevoa uma região, tem uso experimental e ainda não foi adotado por forças de segurança de outros países. 


Primeiro especialista: Editor do site Drone Policial, o tenente-coronel da reserva da PM de São Paulo, Eduardo Beni, acha pouco provável que, mesmo a longo prazo, a tecnologia evolua para o emprego de armas nesses aparelhos em apoio a incursões da polícia, seja qual for o tipo de terreno. 


Segundo especialista: O especialista em armas Vinicius Cavalcante também desconhece o uso de drones com armas na segurança pública, mas acredita que o governo precisa estar aberto a conhecer novas tecnologias de combate ao crime. 



Terceiro especialista: Já o professor da UFF e especialista em Direito Penal Daniel Raizman também vê impedimentos legais para o uso de drones equipados com fuzis. Segundo o jurista, a discussão sobre o uso de equipamentos do tipo é “ainda mais extrema” do que a aberta por Witzel ao defender o abate de criminosos. Para Raizman, o governador eleito força a mão em sua interpretação do Código Penal.
  
Fonte: https://extra.globo.com/noticias/rio/planos-de-witzel-de-usar-drone-que-faz-disparos-em-acoes-policiais-no-rio-sao-criticados-por-especialistas-23209073.html

Como podem ver acima escolheram três pessoas que desconhecem a existência do uso de drones para combate que já existe há anos. O terceiro especialista escolhido é um professor de direito que além de nem saber como os drones são operados, nunca trabalhou trocando tiro com criminoso fortemente armados no morro do Rio, e  claramente está mais preocupado com os direitos dos criminosos que estão matando milhares de cidadãos por ano. Não houve a mínima preocupação em se procurar um oficial israelense para que ele pudesse falar dos vários anos de uso de tal equipamento e sua efetividade. Ou até mesmo fazer uma demonstração da tecnologia. Apenas mais uma matéria montada  com não especialistas sobre o assunto  para tentar manipular a opinião publica. Veja esse outro repórter se fazendo de especialista criticando a ação de um policial que salvou a própria família.




Isso infelizmente acontece em todas as áreas, uma determinada pessoa chega a faixa preta de uma arte marcial, ele se torna especialista em autodefesa urbana, dando cursos e seminários em fins de semana de desarme de faca e de arama de fogo, mesmo que nunca tenha pego em uma arma ou passado por alguma situação de confronto real.



Entenda:
 
Primeiro: Especialista em área de segurança, são profissionais que atuaram de maneira efetiva durante anos na profissão. Conhecendo toda as dificuldades da área, inclusive o perfil dos criminosos. São profissionais que  se especializaram, fizeram cursos para conhecerem e desenvolverem tanto a parte teórica quanto prática. Advogados, repórteres, membros dos direitos humanos e lideranças de esquerda nunca serão especialistas. Nunca passaram por situações entre a vida e a morte para cumprir a lei, nunca viram amigos e colegas serem mortos a sua frente por criminosos. Eles querem apenas se beneficiar com a exposição da mídia.

Segundo:  procure por diversas fontes, e leia matérias sobre o assunto e forme sua própria opinião, você sobrevivencialista e combatente urbano não precisa de formadores de opinião para te orientar o que é certo e errado. Hoje na era da informação temos milhares de fontes a consultar. Aproveite

Terceiro: Mesmo no dia a dia , sempre analise as informações que recebe de seus professores. Não é por que um faixa preta diz que é possível segurar lâmina de facas com a mão que você deve acreditar por sua discutível "experiência".


Quarto: Seja seu próprio mestre, questione e sempre busque aprimorar novos aprendizados, pare de procurar por mestres, especialistas ou um Yoda pra chamar de seu.




Conclusão:


Como vimos na matéria de hoje os ditos especialistas procurados pela mídia além de geralmente não serem da área da matéria ao qual opinam, ainda são escolhidos de acordo com inclinação política e ideológica de cada mídia.  Sempre procura mais de uma fonte acerca de assuntos. Hoje vivemos na era da informação, onde pomos acessar qualquer assunto com apenas um toque e navegar na internet. Não procure por mestres e especialistas. seja seu próprio mestre e sempre questione as informações que chegam até você. O questionamento é a estrada da sabedoria.

Hããã... quando saiu o filme Emojis, alguém ai chegou a compras essas bolachas?


Dúvidas? sugestões? Deixem nos comentários. Se gostaram deem um curtir e compartilhem. E não esqueçam de clicar em um dos anúncios para nos ajudar a continuarmos com nosso trabalho. Muito obrigado.




E não esqueça de  visitar nossa biblioteca sobrevivencialista virtual, clicando na imagem abaixo: 



http://centrodeestudomars.blogspot.com.br/p/biblioteca.html



Prof. Marcos Antônio Ribeiro dos Santos

  

Colaboração:

 Dr. David S. 

 

Conheça Também:

Conheça nosso Canal no Youtube:

Conheça nossa página no Facebook:

 

Trailer do Canal:

 



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...