sábado, 23 de março de 2019

Predadores urbanos 3: Monstros entre nós

 
Nessa terceira publicação de predadores urbanos: monstros existem vou estar apresentando materiais para que fique claro de forma prática quem são os psicopatas (para ver a primeira  e segunda parte  clique aqui e aqui). Os  seriais killers acompanham a história humana desde o início, e foram eles os responsáveis pelas lendas de monstros como lobisomens, vampiros, bruxas, etc. Era uma forma da humanidade na época aceitar as atrocidades que um ser humano era capaz de fazer a outros. As histórias de João e Maria, Lobo mal refletiam o medo da população dos predadores que circulavam em torno das cidades embrenhados em florestas.



Observação importante: As informações presentes nesta matéria são para o público maior de 18 anos, para fins de conhecimento didático, e treinamento combativo baseado na legítima defesa e estrito comprimento legal que estão em nossa constituição e Código Penal. O uso indevido dessas informações, bem como suas consequências é de responsabilidade única e exclusivamente de quem praticar e desobedecer a lei. Então use o cérebro.



Depois de ler a mensagem acima podem iniciar a leitura do artigo abaixo:








Devorar o rebanho


Ao objetivo desta postagem é mostrar as pessoas o que existe e por que devemos nos preparar. Muitas pessoas vivem em negação ou nem querem tomar conhecimento da existência de humanos predadores em nossa sociedade. Por isso selecionei alguns vídeos abaixo para que possa analisar e divulgar a importância da preparação e autodefesa para as demais pessoas, e ajudar a derrubar a ideologia pró criminosos e desarmamentistas que infestam nossa sociedade por meio de ONGs e grupos, lideranças políticas entre outros.
 


Vídeos:

















Obras indicadas:

Livros:



 


Séries:
 









Conclusão


Como pode se observar o psicopata com a ausência de sentimentos positivos, ele só é capaz de sentir raiva e prazer sádico. Para nós combatentes e sobrevivencialistas urbanos é de extrema necessidade observar que ONGS, associações, entidades ligadas a direitos humanos, assim como a maioria das lideranças políticas, não estão interessadas em proteger as vítimas, ou ajudar as famílias das vítimas, ao contrário vivem oferecendo suporte e benefícios a membros de facções e criminosos no geral. Geralmente os projetos são para favorecer os predadores urbanos, facilitando, diminuindo penas, como as audiências de custódia. Em 2017 passado tivemos 63.880 homicídios e 60.0018 estupros. 

O objetivo dessa postagem foi mostrar a importância da preparação no cenário urbano. Tanto a sua preparação quanto de sua família.


Dúvidas? sugestões? Deixem nos comentários. Se gostaram deem um curtir e compartilhem. E não esqueçam de clicar em um dos anúncios para nos ajudar a continuarmos com nosso trabalho. Muito obrigado.

  

E não esqueça de  visitar nossa biblioteca sobrevivencialista virtual, clicando na imagem abaixo: 


http://centrodeestudomars.blogspot.com.br/p/biblioteca.html


Prof. Marcos Antônio Ribeiro dos Santos

  

Colaboração:

 Dr. David S. 

 

Conheça Também:

Conheça nosso Canal no Youtube:

Conheça nossa página no Facebook:

 

Trailer do Canal

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...